Home - Convergência Digital

Nextel afirma contar com R$ 1,33 bi para expandir 3G/4G

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 08/01/2018

A NII Holdings, Inc. [NASDAQ: NIHD] e a Nextel anunciaram nesta segunda-feira, 08/01, ter recebido a aprovação final da China Export and Credit Insurance Corporation (Sinosure) para o aditamento dos contratos de financiamento negociados junto ao China Development Bank (CDB) em outubro de 2017 e, portanto, as alterações nas linhas de crédito com o CDB, Banco do Brasil S.A. (BB) e a Caixa Econômica Federal (Caixa) estão agora efetivas. Essas Alterações asseguram termos de financiamento significativamente melhores para a Nextel, entre eles:

O diferimento de US$ 386 milhões dos pagamentos do valor principal (equivalente à aproximadamente BR$ 1,28 bilhão se convertidos à taxa de câmbio corrente) nos primeiros 48 meses a partir da data de efetividade, liberando caixa que poderá ser usado para financiar as operações da Nextel Brasil;

Extensão do prazo de vigência dos financiamentos para 98 meses a contar da data em que as alterações se tornaram efetivas; e

Suspensão da obrigação de cumprimento de certos covenants financeiros, entre eles o da dívida líquida, até 30 de junho de 2020.

Para essas alterações, a empresa ofereceu garantias adicionais para CDB, BB e Caixa na forma de direitos preferenciais a valores mantidos em determinadas contas bancárias da Nextel e cedeu em garantia equipamentos e propriedades a esses credores. Adicionalmente, a Nextel estará sujeita a certos requerimentos mensais de saldo mínimo de caixa e de fluxo de recebíveis. Como condição para as alterações, algumas subsidiárias da NII concordaram em realizar contribuições de capital próprio, oriundo de saldos de caixa disponíveis, para a Nextel durante os próximos 48 meses.

"As alterações aos nossos contratos de financiamento com CDB, BB e Caixa nos fornecem uma estrutura de capital apropriada para o longo prazo, diminuindo a pressão sobre nossa liquidez", afirma Dan Freiman, CFO da NII. "Contando com cerca de US$ 420 milhões em caixa (equivalente à aproximadamente BR$ 1,33 bilhão se convertidos à taxa de câmbio de 30 de setembro de 2017), estamos em melhor posição para investir no crescimento do nosso negócio 3G/4G no Brasil e dar continuidade aos nossos esforços para reduzir custos e seguir melhorando nossas métricas operacionais. A rotatividade (churn) de clientes 3G/4G no quarto trimestre foi reduzida para 3,47%, gerando boa tração para iniciarmos 2018."

Adicionalmente, em 28 de dezembr, a Nextel foi informada pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) de que foram liberadas garantias de performance relacionadas às obrigações de cobertura geográfica da rede da operadora no Brasil. Desta forma, a empresa espera recuperar R$ 156 milhões em colaterais de caixa relacionados a essas garantias.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/03/2019
Nextel Brasil: clientes de alto valor foram o alvo no Rio e em São Paulo

18/03/2019
Por mais espectro, Claro Brasil compra Nextel por R$ 3,47 bilhões

15/02/2019
Anatel arquiva queixa de controle cruzado entre Oi e Nextel

09/11/2018
Telecom Italia autoriza TIM a fazer oferta para comprar Nextel

08/11/2018
Nextel respira, mas segue buscando um novo comprador no Brasil

30/10/2018
Nextel adota sistema de entrega expressa de chips

07/08/2018
Prejuízo acelera processo de venda da Nextel Brasil

15/06/2018
Nextel mira a classe C para viabilizar operação no Brasil

08/05/2018
Nextel Brasil tem melhor performance em dois anos, mas ainda registra prejuízo operacional

19/04/2018
Nextel vai pagar R$ 68 milhões pela migração para SMP

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site