INOVAÇÃO

Estudo identifica as top 5 tendências em Inovação

Convergência Digital* ... 09/01/2018 ... Convergência Digital

Com a finalidade de entender quais são as tecnologias e inovações demandadas pelo mercado e as que vêm sendo desenvolvidas por startups, o movimento 100 Open Startups lançou o estudo "As tendências de inovação mais desejadas pelo mercado e as oportunidades para startups".

A lista, composta por 43 tecnologias, é uma compilação do relatório do Observatório de Inovação de Negócios da Comissão Europeia, do Index de Tendências Tecnológicas da KPMG e da pesquisa realizada na base do movimento 100 Open Startups.

Foram recebidas 3.665 respostas de aceleradoras, executivos de grandes empresas, investidores e especialistas. As top cinco tendências, na opinião do mercado, são Big Data, Internet das Coisas, Design para Inovação, Inovação em Modelos de Negócio para Competitividade Global e Experiência do Consumidor.

"Como Big Data & Analytics e Internet das coisas integram o desenvolvimento de outras tendências, essas acabam se destacando como as mais desejadas e também exploradas. Entretanto, o estudo aponta oportunidades de desenvolvimento de inovação em setores menos explorados em relação à demanda existente, como Computação Quântica, Nanotecnologia, Realidade Aumentada, Impressão 3D, além do desejo por Parcerias Público Privadas", explica Bruno Rondani, CEO e fundador do movimento 100 Open Startups.

O estudo também traz as soluções oferecidas pelas startups, demonstrando as principais oportunidades de desenvolvimento de projetos inovadores. Segundo Rondani, ao analisar os resultados, identificou-se que há um grupo de startups atuando nessas áreas. "Com isso, estimulamos as empresas iniciantes a atuarem nessas tendências e as grandes empresas e investidores a encontrarem as soluções e conhecimentos que necessitam, além de incentivar a articulação de políticas públicas para o desenvolvimento do conhecimento demandado", comenta Rondani.

Com operações na América Latina e Índia, a plataforma 100 Open Startups conta com o engajamento de mais de 5.000 executivos de 500 grandes empresas de um lado e mais de 4 mil startups ativas e 200 investidores do outro. Das startups cadastradas na plataforma, mais de 300 atingiram o Nível 5, ou seja, são consideradas atraentes e preparadas para colocar suas inovações no mercado em parceria com grandes empresas. Também já foram gerados, nos últimos dois anos, mais de 700 contratos entre as startups e as grandes empresas.

O estudo completo está disponível em formato de ebook no site http://www.openstartups.net. Basta preencher o formulário para receber o conteúdo gratuitamente por e-mail.

* Fonte: Movimento 100 Open Startups.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Rio Info 2018: OBr.Global seleciona quatro startups para bolsa aceleração nos EUA

Demo Day é uma das atividades do seminário Go Global Forum, organizado pela aceleradora para debater as melhores práticas de internacionalização das startups brasileiras. O Rio Info 2018 acontece nos dias 24 e 25 de setembro, no Rio de Janeiro.

Brasil está entre os finalistas para receber o Uber Air

Empresa vai selecionar uma terceira cidade para receber o projeto. Foram selecionadas as cidades do Rio de Janeiro e o Estado de São Paulo. Também estão na disputa Austrália, Índia, Japão e França. As cidades de Dallas e Los Angeles já foram selecionadas.

Fabricar hardware é tão importante quanto fazer software para IoT

Quem apostou no hardware foi a startup pernambuca Bottom Up, que montou uma linha de produção no Recife, com capacidade para manufatura de 35 mil dispositivos e, hoje, já produz 22 mil dispositivos.

MCTIC terá bônus tecnológico de R$ 2 milhões para inovação nas PMEs

Inscrições em programa ministerial vão até o dia 02 de outubro e iniciativa tem apoio do SEBRAE. Recursos serão destinados para apoiar pesquisa, produtos e serviços na Manufatura Avançada.

Brasil tem muita pressa para democratizar a inteligência artificial

A afirmação foi feita pela presidente da Microsoft Brasil, Paula Bellizia. "A tecnologia está disponível, a questão é saber se ela vai ser usada para o bem ou para o mal", acrescentou.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G