SEGURANÇA

'Tela azul' obriga Microsoft a suspender correção de falha em chips AMD

Convergência Digital* ... 09/01/2018 ... Convergência Digital

A Microsoft suspendeu reparo de proteção contra as ameaças de segurança Meltdown e Spectre,direcionadas para os computadores equipados com chips da AMD, após reclamações de usuários de que as atualizações de software travaram as máquinas. Segundo a Microsoft, a atualização provocou a chamada 'tela azul' do Windows 10, Windows 8.1 e Windows 7 em computadores de usuários. Uma nova correção está sendo feita para reestabelecer as atualizações o mais rápido possível.

“Para evitar que os clientes da AMD não consigam reiniciar os computadores, a Microsoft temporariamente vai suspender neste momento o envio de atualizações do sistema operacional Windows para dispositivos com AMD impactados neste momento”, afirmou a companhia em comunicado ao mercado distribuído nesta terça-feira, 09/01.

As vulnerabilidades Meltdown e Spectre põem a descoberto os dados sensíveis dos seus dispositivos, sejam desktops, notebooks, tablets ou smartphone, permitindo que invasores acessem informações protegidas na memória do seu computador, revelando potencialmente detalhes como senhas, chaves criptográficas, fotos pessoais, e-mails e qualquer outra coisa armazenada na máquina. Elas foram descobertas no começo de janeiro e mobiliza toda a indústria. A Google, por exemplo, diz que lançará uma versão correção no dia 23 de janeiro.

A AMD tinha afirmado na semana passada que diferenças de design em seus chips em relação à Intel deixavam seus produtos com “risco zero” em relação ao Meltdown, e que a variante relacionada ao Spectre poderia ser resolvida por meio de atualizações de software.

*Com Agência Reuters


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Corporações se unem contra ataques cibernéticos

Pelo acordo a ser assinado, grandes empresas de tecnologia prometem "proteção igualitária" a clientes contra o uso indevido de sua tecnologia. "Independente da nacionalidade, geografia ou motivação do ataque", asseguram. Entretanto, o comunicado do acordo não deixa claro quanto isso vai custar aos clientes.

NIC.br contrata plataforma para proteger centro de operações de ataques DDOs

Brasil foi o 5º país mais visado por esse tipo de ataque no ano passado. "Não se trata de ser ou não atacado. O ataque vai acontecer, o que precisa é estar preparado", diz o  Gerente de Sistemas do NIC.br, Marcelo Gardini.

Golpe de recarga grátis afeta mais de 20 mil pessoas em menos de 24 horas

Apenas no mês de abril, revela o laboratório especializado em cibercrime Dfnder Lab, foram bloqueados mais de 15 golpes diferentes envolvendo compartilhamento no WhatsApp.

Quadruplica o número de ataques DDoS originados por dispositivos IoT no Brasil

Foram mais de 220 mil reportados voluntariamente ao CERT.br no ano passado. Entidade diz ainda que parte dos ataques DDoS também foi originada por roteadores e modems de banda larga no Brasil, seja porque estavam comprometidos ou porque possuíam serviços mal configurados, permitindo amplificação de tráfego.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G