INCLUSÃO DIGITAL

Internet para Todos: Governo negocia de forma direta com as prefeituras

Convergência Digital* ... 16/01/2018 ... Convergência Digital

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou que o programa Internet para Todos vai reduzir a desigualdade social do país, possibilitando que os mais pobres tenham o acesso à internet, ao participar de evento, no interior de São Paulo, nesta segunda-feira, 15/01.

“Esse é um dos mais importantes projetos de inclusão social no país hoje. Imagine uma criança que cresça sem acesso à internet, na escola ou em casa. É evidente que a criança com acesso à internet terá melhores condições ao longo da sua vida, e isso não é justo. Entre tantos objetivos desse programa, ele tem um cunho social muito importante”, afirmou Kassab.

O Internet para Todos é uma iniciativa do MCTIC que vai levar conexão em banda larga para milhares de localidades de todo o país a preços reduzidos. O objetivo é democratizar o acesso à internet buscando a inclusão social. “É um projeto que vai se estender por todo o Brasil, para todas as prefeituras. Temos a expectativa de que, aqui na região, já em março estejamos implantando as primeiras antenas”, disse Gilberto Kassab.

Para participar do programa, os municípios deverão encaminhar um ofício ao MCTIC pedindo a adesão ao programa, com um telefone e e-mail para contato. A partir desse documento, a pasta vai enviar às cidades um modelo de termo de adesão, que deverá ser preenchido com a indicação das localidades para atendimento. Esse termo também define as obrigações do município, como a garantia de infraestrutura básica para a instalação dos equipamentos de conexão e a aprovação pelas Câmaras Municipais da dispensa da cobrança de Imposto Sobre Serviços (ISS).

Convênios

A conexão à internet será feita por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), em órbita desde maio de 2017. O SGDC é parte do esforço do governo federal para ampliar o acesso à banda larga no país. Lançado ao espaço em maio deste ano, é o primeiro equipamento brasileiro de uso civil e militar. O projeto recebeu R$ 2,7 bilhões em investimentos do governo federal, por meio de uma parceria entre o MCTIC e o Ministério da Defesa. A previsão é que o equipamento seja operacional por 18 anos.

“É o primeiro satélite de propriedade do governo brasileiro. O Ministério da Defesa vai fazer uso de 30% da sua capacidade para monitorar 100% das fronteiras brasileiras, vai melhorar muito o combate ao enfrentamento às drogas e contrabando. Parte do convênio está sendo com o Ministério da Educação, e vamos levar banda larga para todos equipamentos públicos municipais e estaduais do país. Em 2018 serão 7 mil pontos. Estamos finalizando, também, convênio com o Ministério da Saúde para levar já em 2018 internet para 15 mil pontos em todo o país”, ressaltou Kassab.

 


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Dois anos depois, só Sky tem estações licenciadas para uso de sobras de 2,5 GHz

Das 110 empresas que compraram lotes em dezembro de 2015, 89 concluíram o procedimento de outorga, mas pate já está pedindo à Anatel mais prazo para entrar em operação. 

França vai banir celulares em escolas a partir de 2018

Anúncio foi feito pelo ministro da educação do país, Jean-Michel Blanquer. Medida valerá para estudantes menores de 15 anos. 

Unicef alerta que acesso à internet só pelo smartphone amplia fosso digital

Para entidade, aparelhos móveis não podem ser considerados substitutos equivalentes porque restringem o tipo e a qualidade do conteúdo acessível. 

Telebras vai assumir Gesac por cinco anos e R$ 663,5 milhões

Estatal já garantiu o contrato por inexigibilidade de licitação, conforme publicado nesta sexta, 8/12, no Diário Oficial. Meta será conexão de 15 mil pontos com acessos de 10 Mbps. 

Telebras prevê comprar 200 mil antenas para oferecer internet via satélite

“É o que a gente vai deixar. Caso as empresas não queiram em determinado lugar, o Decreto 7175/2010 permite que a Telebras faça diretamente”, afirmou o diretor técnico da estatal, Jarbas Valente, em audiência na Câmara. 

PNAD 2016: celular quase encosta em TVs nos lares brasileiros

Pesquisa do IBGE mostra que, em 2016, em 92,3% dos domícilios pelo menos um morador possuía um telefone celular. As TVs estão presentes em 97,4% dos domícilios. O acesso à Internet chegou a 63,6% dos domicílios, com o celular ganhando fácil dos PCs e tablets. 



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G