Convergência Digital - Home

Google terá cabo submarino 100% privado na América Latina

Convergência Digital
Convergência Digital* - 16/01/2018

Um cabo submarino entre a Califórnia, nos EUA, e o Chile, é o novo investimento do Google. Batizado de Curie, em homenagem a Marie Curie, cientista que liderou uma série de pesquisas pioneira no campo da radioatividade, o submarino será o nono da empresa em todo o mundo - o primeiro privado - e a previsão é ficar pronto em 2019. Trata-se do o primeiro cabo submarino a chegar no Chile em aproximadamente 20 anos. Uma vez instalado,  a empresa sustenta que será uma das maiores “rodovias” de dados na região.

A iniciativa está ligada ao fato de a América Latina não ser atendida satisfatoriamente pelas conexões de dados internacionais existentes. "Por meio da nova infraestrutura, teremos a oportunidade incrível de receber novos negócios na nuvem e continuar avançando em nosso objetivo de longo prazo de atingir o “Próximo Bilhão” de usuários da internet", afirma a companhia, em comunicado. Com o Curie, o Google se torna a primeira companhia não especializada em telecomunicações que constrói um cabo privado.

Entre as vantagens de instalar cabos de dados submarinos privados, está tanto a flexibilidade para tomar decisões quanto ao roteamento de dados como a otimização da latência, observando os interesses dos usuários do Google e dos clientes do Google Cloud Platform. "Ao construir uma infraestrutura totalmente privada, diminuímos o número de partes envolvidas, simplificamos o processo de instalação e reduzimos o tempo para que o cabo esteja pronto e funcional. Globalmente, esse tipo de conexão também nos permite planejar novas regiões para o Google Cloud Platform."

Em todo o mundo, a rede do Google tem mais de 100 pontos de presença - entre elas, São Paulo. Todas essas “partes” da nuvem estão conectadas por uma grande rede que inclui 11 cabos submarinos e milhares de quilômetros de fibra ótica ao redor do mundo.


Destaques
Destaques

Startup investe na nuvem e viabiliza atendimento médico no interior do Amazonas

Portal Telemedicina usa APIs do Google Cloud, Firebase e ML Engine para armazenar dados de pacientes, além de detectar doenças e priorizar atendimento em clínica da cidade de Coari,  localizada a 444 quilômetros de Manaus.

Next, do Bradesco, endossa multicloud na jornada digital

Banco digital leva aplicações consideradas não estratégicas - como o uso da localização para identificar o endereço do cliente - para a nuvem pública, mas mantém uma cloud privada para as informações mais sensíveis.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Intuição versus análise de dados na gestão

Por Douglas Scheibler*

O poder decisório significa alta responsabilidade e inúmeros riscos. Neste cenário caótico, analisar dados é indispensável e é o que justifica uma determinada medida ser considerada como correta, em um cenário específico, em detrimento de outras.

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site