TELECOM

Abrint: Não tem de discutir. Tem que aplicar o compartilhamento de postes

Luís Osvaldo Grossmann ... 31/01/2018 ... Convergência Digital

A Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) é contra a decisão da Anatel e da Aneel de uma nova resolução conjunta sobre o compartilhamento dos postes do setor elétrico com o setor de telecom. Para a entidade, as agências deveriam fazer valer o que foi decidido em 2014.

Segundo a Abrint, “o acordo é bom para ambos os setores, mas o momento agora é de garantir a efetivação das regras, inclusive a aplicação do preço de referência e não destruir o que foi conquistado”. O presidente da entidade, Basílio Perez, diz que “a resolução conjunta teve muita dificuldade de ser implementada e, nesses dois anos, tivemos poucos avanços. No entanto, as discussões já foram feitas e as decisões tomadas. O foco da Anatel deve ser cumprir a resolução em vigor e não começar algo do zero”. 

Ele alega que a revisão da norma pode “gerar também insegurança jurídica e instabilidade no setor”. "Quem já ganhou processos anteriores relacionados aos preços de aluguel em primeira instância, pode sofrer consequências jurídicas, caso a Anatel e a Aneel resolvam desconsiderar a resolução atual”, afirma Perez. 

A Anatel, no entanto, já adiantou que a revisão da resolução busca uma saída para a organização da ocupação dos postes e não vai mexer no preço de referencia, em vigor desde dezembro de 2014. A Abrint também indica que vai propor um projeto para a regularização do uso dos postos. Segundo a Anatel, isso já foi tentado entre a Telcomp e a CPFL, onde ficou demonstrada a dificuldade de regularizar o uso, diante dos muitos interessados que atualmente já estão “pendurados” nos postes do setor elétrico. 


Internet Móvel 3G 4G
Indústria de Telecom mobiliza força-tarefa para salvar 5G da guerra política

A GSMA, que representa fabricantes e operadoras de telecomunicações, propôs aos governos da Europa a realização de um regime comum de testes de seguranças de rede para evitar a exclusão de fornecedores dos processos. O medo da GSMA é que a disputa entre a Huawei e o governo dos EUA, com respingo na Europa, impacte a construção das novas redes.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Teles vão ao STF contra lei que obriga atendimento em 15 minutos

Nova ação direta de inconstitucionalidade argumenta competência federal sobre telecom para questionar a lei aprovada em São Paulo que dispõe sobre o tempo de espera nas lojas das operadoras.

EUA vai banir Huawei e sugere cortar parcerias com quem não imitar

Em visita ao leste europeu, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, diz que o uso de equipamentos de telecomunicações chineses “dificultam parcerias”.

Teles questionam no STF leis sobre cobrança e desbloqueio de celular

Em duas ADIs, empresas reclamam que leis do Rio de Janeiro invadiram a competência federal para tratar de telecomunicações.

Anatel reserva parte da faixa de 1,9 GHz da Claro para conexões via satélite

Ao analisar prorrogação do uso para telefonia fixa, agência reduziu prazo a cinco anos com vistas a mudar a destinação para o serviço móvel global por satélite.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G