TELECOM

Ministério Público do Rio tenta derrubar acordo de credores da Oi

Luís Osvaldo Grossmann ... 01/02/2018 ... Convergência Digital

O Ministério Público do Rio de Janeiro apresentou recurso contra a decisão da 7ª Vara Empresarial de homologar o resultado da assembleia de credores da Oi, aprovando o plano de recuperação lá apresentado. Para o MPRJ, o tratamento dado à dívida com a Anatel não tem amparo legal. Além disso, sustenta que a proposta precisaria ter sido aprovada antes pelos acionistas da operadora. 

“Não se pode ignorar que a Lei 13.494/17 tenha previsto tratamento completamente diverso no que diz respeito à forma de pagamento dos mesmos. Enquanto não editado outro diploma legal para regular a matéria, é essa a norma que deve nortear a forma de correção e amortização dos débitos e não o plano aprovado na AGC”, sustenta o pedido do MPRJ. 

Vale lembrar que a própria agência votou contrariamente à aprovação do plano, exatamente por entender que a legislação não permite o parcelamento dessa dívida da forma como prevista no plano de recuperação judicial. O argumento, no entanto, foi diferentes vezes descartado pelo Juízo da 7ª Vara Empresarial, onde corre a recuperação da Oi. 

Sustenta ainda o MPRJ que o plano precisaria passar pelo crivo de uma assembleia geral de acionistas da Oi. Para o Ministério Público, a Oi é empresa com ações na bolsa de valores e deve respeitar regras da CVM e da Lei das S/A (6.404/76). 

“Não seria desejável que o desatendimento à LSA desse ensejo a futuras querelas em torno dos direitos políticos conferidos por ações eventualmente não emitidas regularmente, ou cuja emissão foi fruto de deliberação que se repute nula. No caso de não se obter a devida formalização e concretização das medidas aprovadas pela AGC por parte dos acionistas ter-se-á hipótese de descumprimento do plano.”


Em 10 dias, operadoras bloqueiam 1 em cada 344 celulares

Sistema que desabilita aparelhos sem identificação internacional IMEI bloqueou até aqui 37 mil celulares no Distrito Federal e em Goiás, menos de 0,3% do total.

Claro e TIM saem na frente na disputa por R$ 340 milhões em ativos da Cemig Telecom

Empresa promete ter o edital de venda pronto até o final de maio. É uma rara oportunidade para a aquisição de ativos de rede no País.

Operadoras começam a bloquear celulares piratas

Nesta terça-feira, 8/5, os telefones móveis sem IMEI válido habilitados a partir de 22/3 recebem as mensagens de que deixarão de funcionar na quarta-feira, 9/5. Os celulares comprados no exterior, desde que certificados na Anatel, vão continuar funcionando, avisa a agência reguladora.

Anatel volta a negar corte no preço na TV paga por exclusão dos canais Simba

Para agência, saída dos canais da Record, SBT e RedeTV! das grades de empresas de televisão por assinatura não é motivo para intervenção nos valores.

EUA e Brasil lideram fuga de assinantes na TV paga

Estudo com 14 países aponta, no entanto, que em oito deles as empresas estão conseguindo aumentar as receitas apesar da redução na base. O Brasil é um deles.

Telebras nomeia Roberto Pinto Martins para a diretoria

Martins, que já foi da Anatel e dos ministérios de Ciência e Tecnologia e das Comunicações, assume a diretoria técnico operacional.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G