Home - Convergência Digital

Os 10 cargos em alta na TI para 2018

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 06/02/2018

A demanda por profissionais de TI só tende a aumentar este ano, sustenta o especialista Paulo Exel, com mais de 10 anos de experiência no recrutamento especializado nas áreas de Tecnologia, Digital e Vendas. Segundo ele, o que está mudando é o modelo de contratação: as habilidades técnicas são base, mas há também a avaliação das habilidades de relacionamento e liderança.

Segundo Exel, a orientação para resultados, atitude de dono, empreendedorismo para resolução de problemas, criatividade e habilidade de comunicação em diferentes níveis são algumas das características mais buscadas entre os profissionais de meio e topo de pirâmide. O especialista destaca ainda que a visão holística do profissional é outro elemento indispensável para quem está construíndo uma carreira.

"Mais do que as habilidades técnicas entender o impacto das ações de TI para o negócio, os resultados finais de cada operação e o por que está desenvolvendo aquela função é fundamental para os profissionais de tecnologia daqui em diante", completa. Saiba quais são os 10 cargos em alta na visão de Paulo Ekel.

#1 Cientista/Engenheiro de Dados – profissional responsável por captar, agrupar, tratar, organizar e analisar massas de dados. A capacidade de cruzar dados de diferentes setores e tornar a informação armazenada fácil de ser encontrada e utilizada pela empresa;

#2 Dev Ops – profissional responsável pelo desenvolvimento de aplicações e manutenção e adaptações da mesma;

#3 Especialista em Cloud – Profissional capaz de planejar, executar e direcionar a capacidade de processamento e armazenamento de informação na nuvem;

#4 Segurança da Informação – profissional responsável por administrar sistemas e processos que visam proteger as informações geradas por uma empresa;

#5 Engenheiro de Software - atua com arquitetura e desenvolvimento de sistemas e criação de softwares em multiplas plataformas;

#6 Analista de Negócios – profissional com visão holística e formação técnica, capaz de criar uma interface entre as demandas das áreas de negócios da companhia e traduz e direciona para área de tecnologia;

7# Desenvolvedor Fullstack - atua com programação web tanto na esfera de backend quanto frontend;

#8 CTO (Chief Technology Officer) - executivo responsável pela operação e estratégia de toda área de Tecnologia. Profissional está sendo buscado por empresas onde a T.I passou a ser uma área estratégica para a companhia;

#9 Analista de Suporte Bilíngue – profissional responsável pelo atendimento remoto para aplicações e infraestrutura de TI com abrangência internacional;

#10 PMO (Gestão de projetos) – profissional responsável por conduzir e garantir que cada projeto tenha começo, meio e fim;


 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/06/2019
Senai faz acordo com AWS para ensinar tecnologia a 2,5 milhões de alunos

10/06/2019
Plataforma gratuita CODE-IoT da Samsung qualifica mais de 50 mil pessoas no Brasil

16/05/2019
Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

10/05/2019
Startup de Curitiba cria plataforma gratuita com mais de 77 cursos diferentes

06/05/2019
Quem são os novos CIOs, CDOs e CTOs na TI brasileira?

02/05/2019
São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul lideram a busca por profissionais de TI

18/04/2019
Ciência na Escola terá R$ 100 milhões para formar cientistas

12/04/2019
O profissional do futuro de TI é alguém que ninguém conhece

09/04/2019
TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

01/04/2019
Inteligência emocional faz a diferença na escolha do profissional de TIC

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Falta de mão de obra qualificada espanta investidores no Brasil

Mais de 50% dos jovens brasileiros podem ficar fora do mercado de trabalho por falta de qualificação e de habilidades digitais. A advertência foi feita por especialistas que debateram sobre educação e capacitação digital no Painel Telebrasil 2019.

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

Raio-X do mercado de trabalho nos últimos 10 anos, feito pela Softex, mostra que o salário médio de R$ 6 mil.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site