Convergência Digital - Home

SaaS e big data para algoritmos ficam com fatia do orçamento de TI

Convergência Digital
Convergência Digital* - 08/02/2018

As despesas mundiais de TI deverão totalizar US$ 3,7 trilhões em 2018, equivalente a um aumento de 4,5% em relação a 2017, de acordo com sua pesquisa global feita pelo Gartner. "O crescimento global das despesas de TI começou a mudar em 2017, com o crescimento contínuo esperado para os anos seguintes. No entanto, a incerteza surge quando as organizações consideram os potenciais impactos do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia), as flutuações cambiais e uma possível recessão global", diz John-David Lovelock, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.

"Apesar da incerteza, as empresas continuarão a investir em TI à medida que antecipam o crescimento da receita, mas seus padrões de gastos mudarão. Projetos em Negócios Digitais, Blockchain, Internet das Coisas (IoT) e o avanço do Big Data para algoritmos, para Aprendizado de Máquina (Machine Learning) e para Inteligência Artificial (IA) continuarão a ser os principais drives de crescimento", completa o especialista.

Segundo o levantamento da consultoria,software corporativo continua apresentando um forte crescimento com as despesas mundiais projetadas para um crescimento de 9,5% em 2018, chegando a 8,4% em 2019, com um total de US$ 421 bilhões. Espera-se que as organizações aumentem os gastos com sistemas de gestão corporativa em 2018, com uma parte do orçamento mudando para o modelo Software como Serviço (SaaS).

Não por acaso, pontua a consultoria, a crescente disponibilidade de soluções baseadas em SaaS vai incentivar novas adoções e despesas em muitas subcategorias, tais como sistemas para gerenciamento financeiro, gerenciamento de capital humano e aplicações analíticas (Analytic Applications).

"Capturar o potencial valor de negócio exigirá investimentos, especialmente quando se procura redução de custos a curto prazo. Os gastos com Inteligência Artificial para melhorar a experiência dos clientes e a geração de receita provavelmente beneficiarão o crescimento do setor de IA, como um multiplicador de força. Os custos de implementação serão superados pelos efeitos positivos de rede e, consequentemente, pelo aumento de receita", completa o analista do Gartner.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.

Destaques
Destaques

Chips com Inteligência Artificial são aposta da Huawei para negócios na nuvem

A fabricante chinesa anunciou dois novos chips especialmente voltados para o mercado de nuvem e direciona seus negócios para enfrentar Qualcomm e Intel no segmento de servidores.

São Paulo está em piloto do BID para uso do big data para demandas sociais

“Se grandes Amazon e Google conseguem antecipar demandas, não tem porque o governo não atender dessa forma”, diz o pesquisador da FGV, Pablo Cerdeira.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.

Dos ambientes offline à estratégia MultiCloud

Por Fabio Gordon*

É preciso reconhecer a necessidade de mudança, entender que o seu data center de 20 anos não vai mais suportar os negócios digitais. É imprescindível fazer um diagnóstico do seu ambiente de TI e começar a mudar. E rápido, porque é provável que os seus competidores já estejam fazendo isso.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site