Home - Convergência Digital

Teles bloquearam 128 mil celulares em janeiro

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 08/02/2018

Durante o mês de janeiro, as operadoras móveis receberam 128 mil novos pedidos de bloqueio do acesso de aparelhos celulares às redes dessas empresas. Ao todo, 9,388 milhões de IMEIs (código de identificação) de aparelhos celulares estão registrados no Cadastro de Estações Móveis Impedidas (CEMI), banco de dados das prestadoras de telefonia móvel. O número de solicitações feitas no mês passado segue a média do período, estando ligeiramente abaixo do verificado em janeiro de 2017, que foi de 131 mil pedidos.

Funcionando desde ano 2000, o CEMI cadastra o IMEI do celular, bloqueando o acesso desses aparelhos às redes das prestadoras móveis. Assim, o celular não fará mais ligações e não permitirá nenhuma comunicação utilizando o pacote de dados móveis dessas redes do Brasil e de mais 57 prestadoras em 19 países com os quais as prestadoras brasileiras possuem acordo de integração.

Ao impedir o acesso desses celulares às redes, as operadoras não fazem nenhum tipo de intervenção no aparelho, e sim registram o IMEI, impedindo a comunicação de voz e de pacotes de dados contratados junto às prestadoras móveis. O aparelho continua funcionando com aplicativos que se conectam a outras redes, como WiFi, sobre as quais as operadoras não têm ingerência.

Para fazer a solicitação à prestadora, o cliente deve entrar em contato com a sua operadora, informando dados pessoais que permitam sua identificação, como RG, CPF, endereço, etc. Se o cliente souber, também deve informar o IMEI, que é como se fosse o número do chassi do carro. Para descobrir o IMEI, basta digitar no teclado do aparelho *#06# e aparecerá um número na tela do celular. Para saber se um aparelho está registrado no CEMI, as prestadoras mantêm ainda um site na internet para consulta, https://www.consultaaparelhoimpedido.com.br .

Em comunicado ao mercado, o setor de Telecom insiste na adoção de medidas para o combate ao mercado irregular de aparelhos celulares, entre elas, o reforço da segurança dos aparelhos, no processo de fabricação, para evitar que sejam adulterados ou tenham o seu código de identificação (IMEI) modificado ou clonado. De acordo com o SindiTelebrasil, esta uma falha que só pode ser corrigida na origem, na fabricação dos equipamentos, implantando mecanismos de segurança, que impeçam a adulteração.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/10/2018
São Paulo leva até 5 anos para licenciar novas antenas de celular

03/10/2018
Acesso patrocinado abre novas receitas para teles

28/09/2018
Claro libera zero rating e vídeos da Netflix para clientes pós-pago

26/09/2018
Empresa responde por assédio feito a funcionária pelo celular corporativo

21/09/2018
Novos iPhones já dispensam componentes da Qualcomm

17/09/2018
Bloqueio de celular pirata será estendido a mais 10 estados

28/08/2018
WiFi é principal conexão a internet pelos celulares

28/08/2018
Bloqueio de celular em presídios afeta população próxima, diz 5G Americas

23/08/2018
TIM dá três meses gratuitos de rede social em plano controle

17/08/2018
Brasil puxa a estratégia de redução de pré-pagos na América Latina

Destaques
Destaques

FCC, dos EUA, impõe ‘Lei das Antenas’ para acelerar redes 5G

Regra aprovada pelo regulador dos Estados Unidos prevê entre 60 e 90 dias como prazo máximo para licenças de instalação de equipamentos, em especial, para as small cells. Lá também há burocracia e o prazo de espera pode chegar a um ano. No Brasil, a situação não é diferente.

BNDES recebe 54 projetos de IoT e selecionados terão apoio de R$ 30 milhões

São 23 projetos que propõem soluções de Internet das Coisas para cidades, 17 para saúde e 14 para campo. Juntos, envolvem investimentos de R$ 360 milhões. Banco vai selecionar, até outubro, as empresas que vão receber empréstimos não reembolsáveis.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site