Home - Convergência Digital

Qualcomm: compra pela Broadcom pode levar a perda de clientes

Convergência Digital - 09/02/2018

O comando da Qualcomm rejeitou novamente a oferta hostil, agora em US$ 121 bilhões (cerca de R$ 400 bi), feita pela Broadcom. Para a fabricante americana de chips, a proposta não reflete o valor da companhia nem endereça as potenciais dificuldades de aprovação do negócio e ainda pode levar a Qualcomm a perder clientes. 

Em carta de resposta, a Qualcomm diz à Broadcom que “sua proposta não atribui nenhum valor à compra da NXP, nenhum valor para a esperada resolução das nossas atuais disputas sobre licenciamento e nenhum valor para a significativa oportunidade que é o 5G”. 

A Broadcom chegou a pedir uma conversa ainda nesta semana. A Qualcomm, embora tenha rejeitado a nova oferta, indicou que está disposta a negociar, mas não imediatamente. Em carta do presidente da Qualcomm Paul Jacobs ao presidente da Broadcom, Hock Tan, ele pergunta qual é o preço que realmente ele está disposto a pagar. “Precisamos que você seja extremamente claro e específico sobre exatamente quais ações recusará a fazer, de forma que possamos avaliar devidamente os riscos para os acionistas da Qualcomm”. 

No atual estágio, o foco será a reunião de 6 de março no qual os acionistas da Qualcomm decidirão se aceitam a indicação de uma nova diretoria indicada pela Broadcom – ou seja, se os acionistas querem colocar no lugar dos atuais gestores uma turma disposta a fechar o negócio como proposto até aqui. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

15/06/2020
Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

11/05/2020
Governo dos EUA pressiona por fábrica estatal de chips

17/04/2020
Nuvem em alta, celulares em baixa derrubam vendas de memórias

16/05/2019
Após três anos em alta, ganhos em semicondutores vão cair 7,2% em 2019

09/08/2018
Intel vendeu US$ 1 bilhão em chips de inteligência artificial

26/07/2018
Qualcomm é primeira vítima da guerra entre os EUA e a China

26/07/2018
Qualcomm é primeira vítima da guerra travada entre EUA e China

03/04/2018
Apple planeja trocar Intel por chips próprios nos Macs

07/03/2018
Finep e BNDES querem garantias para novo aporte na Unitec Semicondutores

15/02/2018
Qualcomm e Broadcom se reúnem para tratar de fusão

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site