TELECOM

Decreto com nova política de banda larga retira revisão do MCTIC sobre Anatel

Luís Osvaldo Grossmann ... 20/02/2018 ... Convergência Digital

Ainda sem prazo certo para a publicação do Decreto que alinha a nova política pública para a banda larga, o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações adianta que fará ajustes na minuta colocada em consulta pública. Em particular, vai cortar a menção de que a pasta teria papel de revisor da atuação da Anatel. 

“Na semana que vem vamos encaminhar o texto com nosso ponto de vista ajustado para a consultoria jurídica. Não existe um papel de revisão, nada que possa minimamente servir como instancia revisional do órgão regulador. E isso vai ser ajustado. Aceitamos várias sugestões”, revelou o secretário de telecomunicações André Borges. 

A proposta que foi à consulta dava ao MCTIC poder de “estabelecer diretrizes complementares para ação regulatória da Agência Nacional de Telecomunicações”. Mas foi criticada pelas operadoras em geral, que alegaram que o resguardo do caráter autônomo da Anatel é imprescindível para a proteção da atuação técnica e independente da agência. 

Não há, no entanto, mudanças que atendam os pleitos das empresas por novas fontes de financiamento. Como indicaram as teles, não há efetiva confiança de que os recurso de TACs vão mesmo se materializar, nem mesmo os recursos supostamente liberados com a revisão do modelo, que depende do PLC 79/16.


Internet Móvel 3G 4G
TIM amplia zero rating para todas redes sociais no pré-pago

Além do WhatsApp, o assinante da tele também terá navegação ilimitada no Facebook, Twitter e Messenger, além das ligações ilimitadas para qualquer operadora.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Estado quer impor autoridade pelo poder sancionador

A afirmação é do ex-advogado geral da União, Luis Adams, ao falar sobre as sanções administrativas aplicadas ao setor de Telecomunicações.

TV por assinatura: Pirataria causa prejuízo de R$ 4 bilhões ao ano

Nos últimos dois anos, a Receita Federal já destruiu 100 mil decodificadores piratas apreendidos em Foz do Iguaçu. Prejuízo da indústria é estimado em R$ 40 milhões, já que cada aparelho custa em média US$ 100.

Só a Anatel pode dar clareza à disputa tributária na IoT

Agência precisa detalhar cada fase da Internet das Coisas para saber se há a caracterização ou não de serviços de telecomunicações. "O fisco avança sobre bens digitais. Vai avançar sobre IoT", diz o advogado Luiz Roberto Peroba.

Bens reversíveis: Posição da Anatel contraria a Lei

Ao impedir a venda de todo e qualquer bem pelas operadoras, a agência gera insegurança ao investido, advertiu o advogado Fabiano Robalinho, do escritório Sérgio Bermudes Advogados.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G