TELECOM

Teles reclamam que sobram projetos de lei, mas falta avanço estrutural para o setor

Luís Osvaldo Grossmann ... 20/02/2018 ... Convergência Digital

As operadoras de telecomunicações são alvo constante de iniciativas legais, mas lamentam que projetos de interesse do setor não avançam a contento. Segundo balanço realizado pelo sindicato nacional das teles, Sinditelebrasil, há 4.031 projetos de lei em tramitação com impacto direto ou indireto no setor. 

“A cada nova legislatura tem crescido barbaramente a vontade de legislar sobre telecomunicações. E vemos que 20% das propostas foram feitas há mais de 10 anos, isso em um setor que tem uma velocidade de transformação muito grande. No entanto, poucos são os projetos estruturantes para um país que tem 30 milhões de domicílios desconectados”, afirmou o diretor executivo do Sinditelebrasil, Eduardo Levy. 

Segundo ele, metade dos projetos é contrário aos interesses das empresas. Nesse campo estão os bloqueadores de celular em presídios e o fim da franquia da banda larga, mas também proposta para dar desconto de 30% para clientes gagos, a proibição de criação de grupos de WhatsApp sem autorização ou a instalação de centros de tratamento para viciados em internet.

“Há novas obrigações criadas gerando insegurança jurídica para setor que exige muito investimento”, disse Levy, que participou nesta terça, 20/2, do Seminário Políticas de Telecomunicações, promovido pela Teletime. Como destacou o presidente da Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), Oscar Simões, o que dificulta a questão legislativa foi o que chamou de “um cenário muito difícil para a construção de consensos”. As teles se queixam especialmente do PLC 79/16, que permite o fim das concessões de telefonia fixa e transformação em autorizações, mas que estagnou no Senado. 

A advogada do Intervozes, Veridiana Alimonti, alertou, no entanto, de que o PLC 79/16 não pode ser considerado como consensual. “Há projetos que passam sem o devido debate. Até pela falta de discussão de projetos estruturantes em geral. No caso do PLC 79, entendemos como desestruturante, por enfraquecer direitos. Críticas ao projeto vêm do TCU, do MPF, da própria consultoria técnica do Senado”. 


Internet Móvel 3G 4G
TIM: voz ainda faz diferença para o usuário pré-pago

Pesquisa de mercado fez a operadora estender ao pré-pago o benefício da voz ilimitada para outras operadoras.  O TIM Pré Smart também oferece mensagens e ligações ilimitadas no WhatsApp e Facebook Messenger.

Anatel aprova novo regulamento para preço público de radiofrequências

Principal novidade é a possibilidade de a agência exigir compromissos de investimento como parte do valor da renovação do direito de uso do espectro.

Segurança faz Anatel antecipar bloqueio de celulares no Rio de Janeiro

Os aparelhos irregulares vão ser bloqueados a partir de 08 de dezembro, a pedido do Gabinete de Intervenção Federal no Estado. O bloqueio está implementado no Distrito Federal e no Estado de Goiás.

Disputa entre fornecedores faz Cemig Telecom adiar leilão para o dia 8 de agosto

Preço mínimo para o lote 1, que envolve a rede de banda larga nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro foi estipulado em R$ 332 milhões.  Já manifestaram interesse público, a TIM e a Claro.

TV paga: Modelo não muda e sangria de assinantes já dura três anos e meio

Depois de um período de expansão, em 2014, com a entrada das teles no segmento, o setor encerrou o mês de maio com 17,8 milhões de assinantes, o que significa a perda de 10% da base de usuários. Claro/NET concentram 50% do mercado.

Anatel rejeita pedidos de Société e Pharol para mudanças no conselho da Oi

Seguem válidos, portanto, os nomes indicados a partir da aprovação do Plano de Recuperação Judicial, em dezembro, que constituem o Conselho de Administração Transitório da supertele.

Telefónica conduz projeto de transformação digital da Avianca

O acerto terá validade de cinco anos e inclui serviços de voz tradicional, conectividade de dados, apoio de infraestrutura (LAN/WLAN/Centro de cabos), segurança digital e soluções de redes definidas por software (SDN).


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G