Convergência Digital - Home

Porto Seguro Cartões contrata empresa para compressão de dados

Convergência Digital
Ana Paula Lobo* - 21/02/2018

A Porto Seguro Cartões contratou a Stone Age, empresa especializada em Big Data, para a  implantação da ferramenta "Stone Age DHX". A nova solução, aplicada na área de cartões de crédito da seguradora, é capaz de comprimir e reduzir centenas de milhões de documentos, economizando aproximadamente 90% do tamanho original, sem perda de informações.

Segundo Marcos Paulo Barreto, analista de dados da Stone Age, a demanda apresentada pela Porto Seguro Cartões envolvia a necessidade de comprimir cinco anos de faturas – mais de 100TB -, com capacidade de busca por metadados, sem downtime – funcionamento 24h/7 - e possibilidade de acesso de locais distintos. "Conseguimos chegar em uma taxa de compressão de 96%, com diversas opções de buscas como: tipo de envio da fatura, bandeira e tipo do cartão, data de vencimento, entre outras. E tudo isso com redundância geográfica e sincronismo sem interrupção de acesso" – explica Barreto.

Com tempo de resposta recorde e implantação extremamente rápida - apenas 4 meses, desde a análise até a finalização do projeto -, a "Stone Age DHX" já apresenta resultados expressivos para a Porto Seguro Cartões. Com uma infraestrutura bastante econômica, com cerca de 100 mil acessos/dia, a solução retorna as consultas em 2 segundos em média, sendo ainda escalável nessa capacidade de consultas.

Além de permitir ao cliente total controle e segurança no acesso aos dados, com uma interface webservice, de fácil usabilidade e integração a outros sistemas."O DHX libera espaço de seu sistema primário, mas ao mesmo tempo mantém todos os dados acessíveis através de APIs e ferramentas customizáveis. Com isso, o custo de manutenção de TI, com backups e armazenamento, também diminui bastante" – conclui Marcos Barreto.

*Com informações da Stone Age

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell quer acelerar migração de blades por transformação digital

Com o Dell EMC PowerEdge MX, a fabricante se dispõe a levar as aplicações críticas para o ambiente aberto e x86. Objetivo é acelerar a mudança do parque de TI dos blades não apenas na própria base, mas avançar na carteira dos concorrentes, revela Raymundo Peixoto, vice-presidente de Soluções de Data Center da Dell EMC América Latina.


Destaques
Destaques

Chips com Inteligência Artificial são aposta da Huawei para negócios na nuvem

A fabricante chinesa anunciou dois novos chips especialmente voltados para o mercado de nuvem e direciona seus negócios para enfrentar Qualcomm e Intel no segmento de servidores.

São Paulo está em piloto do BID para uso do big data para demandas sociais

“Se grandes Amazon e Google conseguem antecipar demandas, não tem porque o governo não atender dessa forma”, diz o pesquisador da FGV, Pablo Cerdeira.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.

Dos ambientes offline à estratégia MultiCloud

Por Fabio Gordon*

É preciso reconhecer a necessidade de mudança, entender que o seu data center de 20 anos não vai mais suportar os negócios digitais. É imprescindível fazer um diagnóstico do seu ambiente de TI e começar a mudar. E rápido, porque é provável que os seus competidores já estejam fazendo isso.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site