TELECOM

Telefônica diz que vai à Justiça, mas provisiona R$ 592,2 milhões para pagar multas

Ana Paula Lobo ... 21/02/2018 ... Convergência Digital

A Telefônica promete judicializar caso tenha de pagar R$ 592.2 milhões em multas, se o Termo de Ajuste de Conduta, negociado com a Anatel e que converte R$ 3 bilhões em multas por cerca de R$ 5,5 bilhões em novos investimentos, com implantação e ampliação de redes móveis e de fibra óptica, não venha a ser aprovado.

Há uma forte pressão de empresas concorrentes, de provedores Internet e críticas do Tribunal de Contas da União. Nesta quarta-feira, 21/02, inclusive, a Abrint, entidade que representa os pequenos provedores Internet, soltou uma manifestação.  A Proteste também recorreu ao Ministério Público contra o acerto. A Anatel, inclusive, reviu os termos e mudou as 105 cidades que seriam contempladas no TAC.

Em teleconferência de resultados do quarto trimestre, nesta terça-feira, 21/02, o presidente da operadora, Eduardo Navarro, disse confiar em um acordo, nos próximos meses, mas ainda assim a operadora provisionou cerca de R$ 600 milhões para o pagamento das multas. Mas o ideal, pontuou seria um acerto por meio do TAC.

O acordo Telefônica/Anatel é alvo de críticas por parte do setor. Em entrevista ao Convergência Digital, o presidente da Anatel, Juarez Quadros, disse que as concorrentes que criticam o acerto, minam o próprio instituto dos Termos de Ajustamento de Conduta, que elas mesmas pretendem igualmente firmar com o regulador.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

TV por assinatura: Pirataria causa prejuízo de R$ 4 bilhões ao ano

Nos últimos dois anos, a Receita Federal já destruiu 100 mil decodificadores piratas apreendidos em Foz do Iguaçu. Prejuízo da indústria é estimado em R$ 40 milhões, já que cada aparelho custa em média US$ 100.

Bens reversíveis: Posição da Anatel contraria a Lei

Ao impedir a venda de todo e qualquer bem pelas operadoras, a agência gera insegurança ao investido, advertiu o advogado Fabiano Robalinho, do escritório Sérgio Bermudes Advogados.

Guerra fria na Telecom Italia, dona da TIM, ganha novo capítulo 'sangrento'

A francesa Vivendi reclama de quebra dos princípios de governança corporativa da operadora italiana com a não convocação de uma assembleia de acionistas.

Bens reversíveis: Anatel não está apegada a 'rótulos patrimoniais ou funcionais'

Para Ronaldo Neves, assessor da presidência da Anatel, 2018 está sendo um ano interessante para a posição da agência com relação ao tema, classificado como instigante. Segundo ele, a reversibilidade está associada apenas ao bem direcionado para a prestação do serviço concedido.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G