22/02/2018 às 16:00
Carreira


Funcionários da BBTS, ex-Cobra Tecnologia, ameaçam parar no dia 28 de fevereiro
Convergência Digital*

A negociação para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) da BBTS, emrpesa de serviços do Banco do Brasil, antiga Cobra Tecnologia, não avançou e a Federacao Interestadual Trabalhadores em Tecnologia da Informacao - FEITTINF- e o Sindpd convocam os trabalhadores da Cobra para uma paralisação no próximo dia 28 de fevereiro, durante a 5ª mesa de negociação.

Segundo os trabalhadores, a Cobra propõs 0% de reajuste das cláusulas econômicas. Os trabalhadores reivindicaram remuneração integral de seus empregados pelo índice de ICV DIEESE ou IPCA (o que for maior) + 3% de ganho real, a ser aplicado sobre a remuneração salarial do mês de setembro de 2017.

Segundo ainda os trabalhadores, a Cobra negou a correção de cláusulas importantes, como o auxílio-refeição, auxílio-creche e pré-escola e auxílio-escola. A empresa também rejeitou outras propostas como auxílio-viagem; o aumento de 60% no reembolso, bolsa de estudos e 13ª cesta refeição.

A BBTS, em que o Banco do Brasil detém 99.97% do capital social, é uma empresa tem como função a prestação de serviços de assistência técnica, monitoração, segurança eletrônica, apoio logístico a serviços bancários, gerenciamento de documentos, impressão, fábrica de software e testes, software livre, gestão de recursos de telecomunicações, etc. É uma empresa estratégica para a política de segurança bancária com um faturamento anual de R$ 1 bi com cerca de 4 mil empregados.


Powered by Publique!