Home - Convergência Digital

FCC quer leiloar as faixas de 28GHz e 24GHz para 5G ainda em 2018

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 27/02/2018

O presidente da FCC, a agência reguladora de telecomunicações dos Estados Unidos, Ajit Pai, revelou durante o MWC, o congresso global de comunicações móveis em Barcelona, na Espanha, que pretende fazer os primeiros leilões de radiofrequências para 5G até o fim deste 2018. 

A ideia, como explicou, é fazer um leilão da faixa de 28 GHz ainda em novembro, para logo em seguida oferecer a faixa de 24 GHz. Para que isso aconteça, no entanto, o presidente da FCC defendeu uma mudança legal sobre a forma de pagamento das radiofrequências. 

Segundo ele, para concretizar os leilões o Congresso dos EUA teria que alterar a necessidade de que o pagamento fique em uma conta vinculada. Ele sustenta que isso desestimula o interesse das empresas em participar da oferta pública de radiofrequência. “Se não resolvermos isso, o 5G nos EUA será adiado”, afirmou. 

O presidente da FCC disse, ainda, que está em análise a oferta de espectro entre 3,7 GHz e 4,2 GHz também para o 5G. Mas alertou que as empresas precisam se preparar. “Todo o espectro que devotarmos ao 5G não será bem utilizado se as redes físicas para carregar o tráfego 5G não forem construídas”. 

Neutralidade

Ajit Pai também defendeu no MWC a decisão da atual gestão da FCC de derrubar as regras de neutralidade de rede – medida que entra em vigor a partir de abril deste ano nos EUA caso o Congresso americano não aja para evitar. “Tínhamos uma internet livre e aberta por duas décadas antes de 2015 e voltaremos a ter”, insistiu. 

O comissário europeu para o mercado único digital, Andrus Ansip, disse torcer para que as empresas americanas não estejam sonhando em bloquear ou prejudicar o tráfego de dados e reafirmou que na Europa as regras que protegem a internet continuarão em vigor. “Acesso a internet é um direito básico. Ela tem que estar aberta para todos, sem discriminação.”

* Do MWL

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/12/2018
Relatório prevê 25 operadoras com serviços 5G em 2019, 51 em 2020

12/12/2018
Indústria pressiona por faixas de 26GHz, 40 GHz e 66-71 GHz para o 5G

11/12/2018
Preocupação com parabólicas não pode excluir Brasil do 5G

09/12/2018
"O mundo precisa comprar a ideia do 5G nas áreas remotas"

09/12/2018
Japão terá aplicações reais de 5G nas Olimpíadas de 2020

09/12/2018
5G tem vários desafios a serem enfrentados pelo Brasil

07/12/2018
Indústria de TICs brasileira sinaliza apoio à Huawei

06/12/2018
Brasil tem que avançar muito mais em fibra óptica para ter o 5G

04/12/2018
Teles vão investir US$ 47 bilhões até 2020 para atualizar infraestrutura na AL

03/12/2018
Brasil segue tímido nas ações de fomento à Internet das Coisas

Destaques
Destaques

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Segurança cibernética é crítica para o avanço do 5G

O tema é considerado polêmico - até em função das questões políticas que o envolvem como a briga China x EUA -, mas precisa ser debatido, observa Gustavo Correa Lima, engenheiro do CPqD.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site