INTERNET

BNDES lança Cartilha para gestor público implantar IoT

Convergência Digital* ... 02/03/2018 ... Convergência Digital

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou nesta sexta-feira, 2, a Cartilha de Cidades. A publicação sintetiza dados do estudo Internet das Coisas: Um Plano de Ação para o Brasil, que é financiado pelo Fundo de Estruturação de Projetos do Banco e fornecerá subsídios para o Plano Nacional de IoT, ondes estarão estabelecidas as políticas públicas nacionais para internet das coisas entre 2018 e 2022.

O documento foi lançado pelo diretor de Planejamento do BNDES, Carlos Da Costa, em reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), ocorrida nesta sexta-feira, 02/03, em São Paulo, na Confederação Nacional da Indústria (CNI). Cidades Inteligentes é apontada como uma das áreas prioritárias de direcionamento de iniciativas e políticas públicas para o desenvolvimento de IoT no Brasil, segundo o estudo financiado pelo BNDES e coordenado junto com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Gestão pública, transporte, monitoramento de tráfego, segurança e eficiência energética são algumas das áreas apontadas como de grande potencial para aplicação de Internet das Coisas nas cidades. Segundo o estudo, a economia potencial no mundo com a racionalização desses processos é de US$ 1,6 trilhão, em 2025. Apenas no Brasil, esse ganho econômico potencial é estimado em US$ 27 bilhões.

O guia traz também um passo-a-passo com uma série de etapas que o gestor público deve seguir para estruturar com sucesso soluções de IoT. Também podem ser encontrados no guia os desafios de implantação de projetos integrados entre diferentes setores, buscando eficiência nos investimentos e otimizar a utilização de sensores, redes de conectividade, além de gerar bases de dados mais robustas.

Entre as principais recomendações, destaca-se a proposta de elaboração de um Plano Diretor de Tecnologia das Informações e Comunicações que oriente os órgãos municipais na incorporação de soluções de IoT ao longo do tempo. Há ainda a menção de uma série de casos de aplicações já implementadas com sucesso no Brasil e no mundo, que demonstram o potencial existente e oferecem aprendizados para aprimoramento.

Entre os exemplos citados estão o programa piloto da iniciativa privada em smart grid em Aparecida do Norte (SP), Novos bairros inteligentes construídos para utilização de IoT e Minas Gerais e no Ceará, Parquímetros inteligentes em São Francisco (EUA), Sistema e Irrigação controlado remotamente em Barcelona (Espanha) e Sistema de alerta inicial de terremotos em Sichuan (China). Por se tratar de tecnologias em rápida evolução, a cartilha deverá ser atualizada periodicamente, e para isso o BNDES contará com a colaboração de todos.

Na avaliação do diretor Carlos Da Costa, a iniciativa é "uma relevante contribuição do BNDES para a modernização das cidades brasileiras e para a solução inovadora de problemas públicos do País". A publicação está disponível neste link: http://bit.ly/2H14uAv. A documentação completa do estudo Internet das Coisas: um plano de ação para o Brasil está pública em www.bndes.gov.br/internetdascoisas.


Europa busca consenso para taxar gigantes da Internet

Uma nova proposta costurada por Alemanha e França reduz o escopo da cobrança para mirar apenas nas receitas com publicidade.

5G exige rediscussão imediata da neutralidade de rede

"Serão novas e tão diferentes aplicações, e algumas até podem fazer a diferença entre a vida e a morte. A questão da neutralidade precisa ser encarada agora no mundo e aqui no Brasil", sustenta o diretor da 5G Americas e de Relações com o Governo da Ericsson Brasil, Tiago Machado.

Serviço de streaming de esporte chega ao Brasil e usa YouTube e Facebook

A DAZN inicia oferta comercial em março do ano que vem e terá exclusividade da Copa Sul-Americana de 2019. Modelo de negócio é por curto prazo e por partida transmitida. Empresa, especializada em esportes, tem atuação na Europa, EUA e Ásia

Associação de OTT quer Autoridade de Dados tratada na transição do governo Bolsonaro

Associação Brasileira de OTT diz que a criação da autoridade poderá ficar prejudicada após a intensa mudança de quadros no Executivo e Legislativo o que poderá prejudicar a aplicação efetiva da Lei de Dados Pessoais em 2020.

Só 27% dos que usam smartphones se sentem no controle dos dados pessoais

Pesquisa em 10 países, inclusive no Brasil, aponta que os sucessivos casos de vazamentos e novas leis de proteção da privacidade despertaram a preocupação com dados pessoais e 76% tentam protegê-los.

Revista Abranet 26 . nov-dez 2018 / jan 2019
Veja a Revista Abranet nº 26 Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G