INOVAÇÃO

CVM lança nota oficial sobre oferta de criptomoedas no Brasil

Ana Paula Lobo* ... 07/03/2018 ... Convergência Digital

A Comissão de Valores Mobiliários divulgou nesta quarta-feira, 07/03, uma nota oficial a respeito das operações de ofertas de ativos virtuais conhecidas como Initial Coin Offerings (ICOs), bem como as análises de casos concretos realizados desde então, a Comissão de Valores Mobiliários julga pertinente esclarecer alguns pontos sobre o tema, que envolve criptomoedas e bitcoins. Segue abaixo a nota oficial:

Primeiramente, a CVM informa que, até o presente momento, nenhum ICO obteve dispensa ou registro de oferta pública de distribuição de valores mobiliários na Autarquia.

Os trabalhos realizados pela Autarquia abarcam desde a análise de documentos utilizados na distribuição desses ativos virtuais até o monitoramento de notícias veiculadas na imprensa e redes sociais, incluindo, quando necessário, pedidos de esclarecimentos aos agentes envolvidos em tais operações.

Em todo caso, as análises e decisões tomadas pela CVM não ratificam ou recomendam uma oferta de valores mobiliários. Estas e outras ações têm como objetivo verificar se as operações de ICOs estão enquadradas nas definições de oferta pública de valores mobiliários estabelecidas nos normativos da CVM para que, quando a resposta for positiva, sejam tomadas as medidas cabíveis.

Sobre esse aspecto, vale reforçar que quaisquer comunicações, efetuadas por terceiros, que envolvam o uso da sigla, logotipo ou slogan da CVM devem atender ao disposto na Deliberação CVM 749, em especial no art. 4°, que trata da indução de terceiros ao erro ou confusão. Comunicações em desconformidade com a regulação são tidas como irregulares e estarão sujeitas às penalidades aplicáveis.

A CVM destaca, ainda, que lhe cabe regular a oferta e negociação de ativos que se enquadrem no conceito legal de valor mobiliário, não estando em seu escopo de atuação os que não têm essa característica.

A Autarquia recomenda que os investidores tenham atenção aos seguintes riscos relacionados aos investimentos em ICOs (em especial no que diz respeito a emissores ou ofertas não registradas na CVM):

i. Risco de fraudes e pirâmides financeiras;

ii. Inexistência de processos formais de adequação do perfil do investidor ao risco do empreendimento (suitability);

iii. Risco de lavagem de dinheiro ou de evasão fiscal ou de divisas;

iv. Atuação de prestadores de serviços sem observância da legislação aplicável;

v. Material publicitário de oferta que não observa a regulamentação da CVM;

vi. Riscos operacionais em ambientes de negociação não monitorados pela CVM;

vii. Riscos cibernéticos (dentre os quais, ataques à infraestrutura, sistemas e comprometimento de credenciais de acesso dificultando o acesso aos ativos ou a perda parcial ou total destes) associados à gestão e custódia dos ativos virtuais;

viii. Risco operacional associado a ativos virtuais e seus sistemas;

ix. Volatilidade associada a ativos virtuais;

x. Risco de liquidez (ou seja, risco de não encontrar compradores/vendedores para certa quantidade de ativos ao preço cotado) associado a ativos virtuais; e

xi. Desafios jurídicos e operacionais em casos de litígio com emissores, inerentes ao caráter multijurisdicional das operações com ativos virtuais.

*Com informações da CVM


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Sem Governo ativo, Brasil ficará longe da indústria 4.0

Em entrevista exclusiva ao portal Convergência Digital, o líder global de Consumer&Industrial Products da Delloite, Tim Hanley, observa que a escassez de talentos é uma preocupação crescente entre os executivos brasileiros. Especialista diz que é crucial a definição de políticas  públicas voltadas à Inovação.

Inteligência Artificial deixa de ser hype, mas sofre com a lacuna de talentos

IA será a tendência de tecnologia de negócios mais debatida, investida e disruptiva dos próximos anos, atenta a 11ª edição do Digital Transformation Review, feita pela Capgmenini.

Banco Daycoval e seguradora Zurich aderem ao Torq para fazer Inovação virar projeto

"Temos 300 clientes, nossa meta é que 10% deles tenham um projeto feito no Torq em 12 meses", diz o Diretor Presidente da Senior Solutions, Bernardo Gomes.

Google segue Facebook e proíbe anúncio de moedas virtuais

Regra começa a valer em junho. Rede social barrou a publicação de anúncios de produtos financeiros não regulados ou especulativos.

Finep e BNDES querem garantias para novo aporte na Unitec Semicondutores

Depois de R$ 1 bilhão investido na fábrica de chips próxima a Belo Horizonte, bancos de fomento foram à CGU buscar soluções legais para a Finep liberar pelo menos mais R$ 72 milhões de um total de R$ 200 milhões necessários para o início da produção.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G