GOVERNO

Governo tem dificuldade de entender o potencial da TI para o Brasil

Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos ... 12/03/2018 ... Convergência Digital

O governo precisa entender o papel das TICs no mercado brasileiro e deixar de 'enxergar' TI como mais um setor produtivo, observa o gerente-executivo de Relações Institucionais da TOTVS, Sergio Serio. "Estamos presentes na evolução dos segmentos considerados prioritários como manufatura e agronegócio. Sem TI essas áreas não evoluem. TI é a ferramenta para ampliar a produtividade", afirma o executivo.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Sergio Serio diz que há uma dificuldade do governo em entender o setor e isso cria insegurança no ambiente de investimento. "O governo tem dificuldade de nos enquadrar no plano tributário, e a cobrança de ISS e ICMS no software é um bom exemplo", salienta.

Com relação ao avanço da Inovação no Brasil, o executivo da TOTVS diz que é preciso separar esse tema em dois blocos - mercado e governo. Segundo ele, o mercado avançou por conta da forte competição. O governo ainda precisa entender o impacto da transformação digital. Os temas Inovação e transformação digital serão debatidos no 3º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, que acontece nos dias 14 e 15 de março, em Brasília. Assistam a entrevista com Sergio Serio.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Pontes: Corte de 42% no orçamento deixa MCTIC 'com a corda no pescoço’

“Ao longo dos anos o ministério veio perdendo prestigio e o orçamento veio caindo. Precisamos de muito apoio para melhorar o orçamento para o ano que vem, porque  o deste ano já está feito”, afirmou o ministro Marcos Pontes.

Receita Federal decide cobrar IPI das impressoras 3D

Para o Fisco, a atividade de impressão em 3D caracteriza-se como uma operação de industrialização na modalidade de transformação.

"Espero que dinheiro da base de Alcântara não vire outro FUST", diz Marcos Pontes

Segundo explicou no Senado Federal, o acordo é uma autorização dos Estados Unidos para lançamentos de foguetes na base brasileira. Mas não há ainda definição de quem vai ficar com os recursos da operação comercial da base.

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G