Home - Convergência Digital

Airbnb é o próximo serviço digital a pagar imposto no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 21/03/2018

O relator da Comissão Especial do Marco Regulatório da Economia Colaborativa, deputado Thiago Peixoto (PSD-GO), disse nesta quarta-feira, 21/03,  ser favorável à tributação municipal dos aplicativos de aluguel por temporada, mas defendeu também uma redução da carga sobre os hotéis.

Ele afirmou em audiência pública da comissão que a regulação não pode inviabilizar os aplicativos. "Nós temos que regulamentar com a cabeça voltada para a economia digital; não podemos ter a lei como escudo para que novos mercados apareçam e cresçam."

A representante do Airbnb, Flávia Matos, pontuou que a empresa é favorável à uma adequação da legislação à nova realidade das plataformas online. Mas ela lembrou que os anfitriões dos aplicativos já pagam o Imposto de Renda sobre os aluguéis obtidos. Flávia contou que o Airbnb supre e até mesmo cria demanda no setor de turismo. Ela citou o exemplo das Olimpíadas do Rio de 2016.

"Não tinha mais disponibilidade no Rio de Janeiro e nós conseguimos acomodar 85 mil pessoas a uma diária de 60 dólares. R$ 100 milhões foram direto para o bolso dos anfitriões em duas semanas. E é importante dizer que 97% do valor estabelecido pelo anfitrião fica com ele."

O presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Hotéis, Manoel Linhares, reclamou que os aplicativos não têm o controle sobre os hóspedes que eles precisam ter. Larissa Peixoto, do Ministério do Turismo, defendeu a regulamentação do aplicativos e lembrou que outros tipos de serviços na internet, como o Spotify e a Netflix, também foram tributados de maneira diferenciada recentemente.

A Comissão Especial do Marco Regulatório da Economia Colaborativa ainda deve fazer mais duas audiências públicas sobre o setor antes de o relator, Thiago Peixoto, apresentar seu parecer.

*Com informações da Agência Cãmara

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/05/2018
Senado aprova reoneração da folha. TI e Call center seguem com benefício

29/05/2018
Receita descarta adiar prazo para a entrega da declaração do MEI

24/05/2018
Plano prevê moratória tributária de 10 anos para IoT

24/05/2018
Câmara aprova reoneração da folha, mas mantém regime para TI e call center até 2020

21/05/2018
Dois anos depois, Apple paga primeira parcela de taxas à Irlanda

18/05/2018
MEI: Não erre na sua declaração à Receita Federal

08/05/2018
Entidades de TICs assinam manifesto contra reforma do PIS/Cofins

07/05/2018
EFD-Reinf é obrigatória para empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões

18/04/2018
As mudanças do Simples Nacional 2018 e o futuro das PMEs

11/04/2018
EFD-Reinf: entenda os prazos de entrega e os impactos nos ERPs

Destaques
Destaques

Brasil ativa 72 novos celulares 4G por minuto em maio

No quinto mês do ano, 3,2 milhões de novos chips 4G entraram em operação, somando um total de 116 milhões de acessos ativos. Ao levar em conta os acessos fixos e móveis, o País soma 237 milhões de acessos ativos.

4G estará em dois terços dos acessos da América Latina até 2022

Projeções da GlobalData são de que as operadoras ainda buscam o retorno dessa tecnologia e que as primeiras ofertas de 5G só chegarão em 2021.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A IA vai virar a economia de "cabeça para baixo" como um tsunami!

Por: Eduardo Prado *

O impacto só não vai ser mais ser mais rápido nas economias dos países por causa da falta de mão de obra de Inteligência Artificial por conta da carência de especialistas como cientistas de dados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site