Home - Convergência Digital

A profissão de hoje em TI é a do desenvolvimento de algoritmos

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 23/03/2018

A profissão de TI do momento é a ligada ao desenvolvimento de algoritmos, observa o diretor de Relações Institucionais da Brasscom, Sergio Sgobbi. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, o executivo diz que o mercado está mudando muito rápido e para se pensar em capacitação é preciso entender o momento da Tecnologia.

"Fica complexo falar muito do futuro. Mas é certo que se especializar em áreas como big data e inteligência artificial é um bom negócio", pontua Sgobbi. Com relação à automatização dos processos e à robotização, o diretor da Brasscom admite que funções vão desaparecer, especialmente, as mais repetitivas.

"Quem trabalha nessas funções precisa, agora, pensar em se recolocar, em se capacitar. A tecnologia está avançando muito rápido", aconselha Sgobbi. Atentos a Indústria 4.0, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Ministério do Trabalho e do Emprego, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) vão atuar para preparar governos, empresas e trabalhadores para as mudanças no mercado de trabalho.

O Fórum Econômico Mundial prevê a perda líquida de 1,7 milhão de postos de emprego no mundo entre 2015 e 2020, especialmente na indústria e na área administrativa. No Brasil, estima-se que 15,7 milhões de trabalhadores serão afetados pela automatização de algumas atividades até 2030 e que 12 mil robôs devem ser comercializados entre 2015 e 2020. Assistam a entrevista com o diretor da Brasscom, Sergio Sgobbi.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/06/2019
Biometria é o ‘empurrão do governo’ para aumentar a bancarização

19/06/2019
Avanço dos hackers vai fazer brasileiro comprar mais seguros

17/06/2019
Arquitetura distribuída: uma tendência que vai chegar ao Brasil

14/06/2019
Pegasystems chega ao Brasil para brigar pelo mercado de CRM e IA

14/06/2019
Adarsh Kumar, Capgemini: open banking é transformador, mas dados pertencem aos clientes

13/06/2019
Banco Itaú monta estratégia para reter os melhores profissionais

13/06/2019
Thales Teixeira, da Harvard: disrupção digital vai muito além da tecnologia

13/06/2019
Correntistas 100% digitais desafiam atendimento bancário

12/06/2019
Maior parte das fintechs ainda busca escala para atrair investimentos

12/06/2019
Embratel: transformação digital exige experimentar e errar

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Falta de mão de obra qualificada espanta investidores no Brasil

Mais de 50% dos jovens brasileiros podem ficar fora do mercado de trabalho por falta de qualificação e de habilidades digitais. A advertência foi feita por especialistas que debateram sobre educação e capacitação digital no Painel Telebrasil 2019.

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

Raio-X do mercado de trabalho nos últimos 10 anos, feito pela Softex, mostra que o salário médio de R$ 6 mil.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site