TELECOM

Telefonia móvel perde 574 mil linhas em fevereiro com 'limpeza' do pré-pago

Ana Paula Lobo* ... 29/03/2018 ... Convergência Digital

A estratégia das operadoras móveis de incentivar a migração dos usuários para os serviços 3G e 4G e ao consumo de dados segue mudando o mercado nacional de telefonia móvel. O pré-pago perde espaço a cada mês, apesar de ainda ser a grande base. O pós-pago ganha fôlego, principalmente, com a adesão do brasileiro ao 4G. A TIM foi a operadora que mais perdeu linhas em 2017. Essa é a avaliação dos dados divulgados nesta quinta-feira, 29/03, pela Agência Nacional de Telecomunicações.

A Anatel registrou um total de 235.655.505 linhas móveis em fevereiro. Em relação ao mês anterior, janeiro de 2018, o serviço móvel pessoal apresentou uma queda de linhas 574.379 mil (-0,24%). Em comparação ao ano passado, fevereiro de 2017, houve uma redução de -7.263.466 linhas de telefonia móvel (-2,99 %). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 29/03.

Do total de linhas móveis do país, 146.041.021 são pré-pagas e 89.614.484 são pós-pagas. No mês de fevereiro, quando comparado ao mês anterior, as linhas móveis pré-pagas apresentaram queda de 1.402.445 unidades (-0,95 %) e as pós-pagas crescimento de 828.066 (+0,93%). Em 12 meses, o pré-pago registrou diminuição de -16.767.728 linhas (-10,30%) e o pós-pago aumento de 9.504.262 linhas (+11,86%).

Em fevereiro, de acordo com a Anatel, as empresas com maiores quantitativos de linhas móveis foram: Vivo (74.896.701), Claro (58.726.546), Tim (58.006.380) e Oi (38.900.114). Em relaçao a janeiro, as prestadoras Algar, Oi, Sercomtel, Claro e TIM apresentaram redução. Já as empresas Datora, Nextel, Porto Seguro e Vivo registraram crescimento.

Nos últimos 12 meses, entre os grupos, em termos percentuais, apresentaram redução: Oi com -3.127.726 (-7,44%), TIM com -4.125.852 (-6,64%), Sercomtel com -4.223 (-5,89%), Algar 37.625 (-2,80%) e  Claro com -1.489.872 (-2,47%). E apresentaram aumento: a Datora com +115.230 linhas móveis (+111,28 %), a Porto Seguro com +139.539 linhas (+ 29,30 %), a Nextel com +248.009 (+9,44%) e a Telefônica (Vivo) com mais 984.130 linhas (+1,33%). 

Tecnologias

Na comparação com janeiro de 2018, foi registrado crescimento das linhas 4G de 2.072.500 unidades (+ 1,96 %), em fevereiro, e também houve aumento da tecnologia utilizada em aplicaçõ es Machine to Machine (M2M), como telealarmes, automação residencial e rastreamento de automóveis,  com mais 277.233 linhas.

As outras tecnologias: CDMA (2G), GSM (2G), Dados banda larga (3G) e WCDMA (3G) apresentaram redução.Na comparação de 12 meses, as linhas 4G (LTE) apresentaram crescimento de 40.963.592 unidades (+61,50%) e também houve ampliação da tecnologia M2M, com aumento de 2.685.632 linhas. 

Estados

Na comparação com o mês anterior, seis estados da Região Norte apresentaram crescimento no número de linhas móveis em fevereiro: Amazonas, Amapá, Maranhão, Roraima, Santa Catarina e São Paulo. Os demais estados registraram queda.

Em 12 meses, três estados apresentaram crescimento nas linhas móveis: São Paulo com adição de 232.965 linhas (+0,38 %), Amazonas com aumento de 32.233 linhas (+0,93%), e Roraima com acréscimo de 7.148 linhas (+1,49%). Os demais apresentaram redução.

*Com informações da Anatel


Internet Móvel 3G 4G
Indústria móvel pressiona por faixas de 26GHz, 40 GHz e 66-71 GHz para o 5G

Estudo da GSMA sustenta que a oferta de serviços 5G nessas faixas podem adicionar US$ 565 bilhões ao PIB mundial. Faixas desejadas são as em ondas milimétricas. Decisão da UIT só será conhecida em 2019.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Bens reversíveis: Posição da Anatel contraria a Lei

Ao impedir a venda de todo e qualquer bem pelas operadoras, a agência gera insegurança ao investido, advertiu o advogado Fabiano Robalinho, do escritório Sérgio Bermudes Advogados.

Guerra fria na Telecom Italia, dona da TIM, ganha novo capítulo 'sangrento'

A francesa Vivendi reclama de quebra dos princípios de governança corporativa da operadora italiana com a não convocação de uma assembleia de acionistas.

Bens reversíveis: Anatel não está apegada a 'rótulos patrimoniais ou funcionais'

Para Ronaldo Neves, assessor da presidência da Anatel, 2018 está sendo um ano interessante para a posição da agência com relação ao tema, classificado como instigante. Segundo ele, a reversibilidade está associada apenas ao bem direcionado para a prestação do serviço concedido.

Metodologia da Anatel obriga teles irem à Justiça contra valores de multas

"Cabe à agência fazer uma reflexão de como está cobrando. As infrações cometidas no 2º semestre têm valor de multa maior do que as mesmas infrações cometidas no 1º semestre", explica o advogado Rodrigo Greco, da Rodrigo Greco Associados.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G