Convergência Digital - Home

Brasil precisa de mais competição no mercado de data centers

Convergência Digital
Por Roberta Prescott* - 03/04/2018

O mercado brasileiro de datacenter está em alta e há oportunidades para empresas investirem nesta área. Sem fornecer números específicos do mercado, Henrique Cecci, diretor de pesquisas do Gartner, explicou, durante coletiva de imprensa da Conferência Gartner Infraestrutura de TI, Gestão de Operações e Data Center 2018, nesta terça-feira, 03/04, que haverá construção de novos data cent

ers no País, uma vez que o Brasil precisa de mais capacidade computacional.“O Brasil é carente de datacenters. Temos um déficit de infraestrutura computacional corporativa, tanto que, quando são lançados datacenters, eles são rapidamente saturados. Isto mostra que existe demanda para este tipo de produto”, destacou. A necessidade computacional reside também no fato de que todas as aplicações, tais como BI ou analytics, precisam de infraestrutura para rodar. 

Cecci ressaltou a importância da localização física dos novos datacenters (devido à latência) e apontou que construir datacenters no Norte e Centro-Oeste do País faz muito sentido. No entanto, ele apontou que devem ser observadas as questões de custos para que o modelo de negócios feche. “O brasileiro gosta de boutique, de datacenter bonito, com vidros, tier 3. É diferente dos Estados Unidos onde muitos datacenters são galpões, tier 2, construídos com custos otimizados”, comentou.

Para ele, construir infraestrutura como é feito nos EUA poderia ser uma alternativa para regiões até hoje pouco exploradas. O mercado de datacenter ainda é pouco competitivo, com poucos players atuando. De acordo com Cecci, o projeto de lei 6304/13, do deputado João Arruda (PMDB-PR), que institui regime especial de desoneração tributária para a instalação e a manutenção de centros de processamento de dados (data centers) no Brasil, é uma boa ideia. “Acho que precisa de planejamento, de distribuição de forma inteligente da capacidade computacional no País e de mais competição”, completou.


PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell: fornecedor tem o papel de habilitar a transformação digital

A nova linha de servidores precisa ser a base do equilíbrio entre as aplicações do futuro e o legado das empresas para assegurar escala e preservar o investimento, observa o vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, Luis Gonçalves.


Destaques
Destaques

RNP muda para ir ao mercado e oferecer serviços de nuvem

“Muita coisa mudou em 10 anos. As novas definições têm mais a ver com o momento e com o futuro da RNP”, afirma o diretor-geral Nelson Simões. Até agora, a RNP atuava como broker e orquestradora com Google e Microsoft para conteúdo educacional.

Escolha o fornecedor certo. Parece simples, mas não é

Um estudo feito pelo Gartner mostra que até 2020, empresas que não utilizam computação em nuvem serão tão raras quanto as que hoje não utilizam internet. Isso porque a maioria das inovações tecnológicas é centrada em cloud.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Intuição versus análise de dados na gestão

Por Douglas Scheibler*

O poder decisório significa alta responsabilidade e inúmeros riscos. Neste cenário caótico, analisar dados é indispensável e é o que justifica uma determinada medida ser considerada como correta, em um cenário específico, em detrimento de outras.

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site