SEGURANÇA

Brasileiros são vítimas de criptomineradores escondidos em apps de futebol

Convergência Digital ... 06/04/2018 ... Convergência Digital

A fabricante russa de antivírus Kaspersky Lab afirma ter evidencias de que os brasileiros são as maiores vítimas, ao lado de ucranianos e russos, de criminosos que escondem mineradores disfarçados de aplicativos móveis de VPN e de transmissão de jogos de futebol.

“Os especialistas da Kaspersky Lab encontraram evidências de que os criminosos estão incluindo funcionalidades de mineração em aplicativos legítimos e os espalhando disfarçados de aplicativos de VPN e de transmissão de jogos de futebol, sendo o Brasil e a Ucrânia as maiores vítimas”, informa a empresa. Segundo a empresa, os ‘mineradores legítimos’ mais populares são os aplicativos para transmitir vídeos de jogos de futebol e, ao mesmo tempo, minerar criptomoedas discretamente.

“Para isso, os desenvolvedores usaram o minerador em JavaScript Coinhive. Quando os usuários iniciam a transmissão, o aplicativo abre um arquivo HTML com o minerador em JavaScript incorporado, convertendo a capacidade da CPU dos visitantes na criptomoeda Monero e beneficiando seu criador. Os aplicativos foram disseminados via Google Play Store, e o mais popular deles foi baixado cerca de 100 mil vezes, sendo que 90% desses downloads eram origem brasileira.”

O segundo principal alvo seriam conexões VPN. “A Kaspersky Lab descobriu o minerador Vilny.net, que é capaz de monitorar a carga da bateria e a temperatura do dispositivo para ganhar dinheiro com menos risco para os dispositivos atacados. Com esse propósito, o aplicativo baixa um executável do servidor e o processa em segundo plano. O Vilny.net foi baixado mais de 50 mil vezes, em sua maioria por usuários da Ucrânia e da Rússia.”


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

BT Brasil defende clientes de mais de 125 mil ataques cibernéticos/mês

De acordo com o diretor geral da operadora no Brasil, Alex Inglês, em 12 meses, a companhia ‘defendeu’ cerca de 18 mil ataques DDoS de larga escala, alguns chegando a 650 gibabits. Complexidade tributária afasta investimentos em rede no Brasil, afirma ainda o executivo.

EUA voltam a acusar China de espionagem cibernética

Agência de Segurança Nacional alega que os chineses violam acordo para restringir esse tipo de ‘ataque’ firmado em 2015.

No Brasil, 20% das PMEs quebram após ataque hackers

Levantamento feito com 285 empresas mostra que boa parte pagou resgate para ter dados recuperados após ataque hacker. O pagamento é feito, em média, de 0,3 a 0,4 do valor de um bitcoin (R$ 9,6 mil). Entre as PMEs pesquisadas, seis de cada 10 admitiram ter sido contaminadas por malware.

Brasileiro desconfia que Lei de Proteção de Dados não vai 'pegar'

Pesquisa mostra que 58% não estão confiantes de que a legislação trará os avanços necessários para a proteção dos dados. Maioria se mostrou bastante preocupada com ataques hackers e de vírus cibernéticos.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G