Convergência Digital - Home

Novo acordo EUA/UE para transferência de dados chega à Corte máxima na Europa

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 12/04/2018

Menos de três anos depois de derrubar o ‘Porto Seguro’, a Corte de Justiça da União Europeia, órgão máximo judicial no bloco, vai mais uma vez se manifestar se o acordo de transferência de dados com os Estados Unidos, renomeado ‘Escudo da Privacidade’ respeita os princípios fundamentais de proteção na UE.

Numa repetição do processo aberto ainda em 2013, a Suprema Corte da Irlanda decidiu nesta quinta, 12/4, perguntar à Corte de Justiça da UE se os termos adotados pelo Facebook respeitam os direitos previstos na legislação europeia de proteção de dados pessoais.

Lá atrás, o advogado e ativista austríaco Max Schrems questionou no Judiciário a transferência de seus dados no Facebook para os Estados Unidos, em processo na Irlanda por ser a sede internacional da rede social. Embora tenha como ponto inicial uma empresa específica, o tema toca o acordo internacional porque é dele que se valem os termos, em geral simplificados, das multinacionais da internet.

Na época, o acordo EUA/UE era o Porto Seguro. Mas em outubro de 2015, a CJEU entendeu que tal tratado não garantia a segurança dos dados dos europeus. Como resultado, foi costurado aceleradamente um novo acordo de transferência de dados, batizado de Escudo da Privacidade. Para defensores da privacidade, como Schrems, o novo tratado mantém os mesmos problemas do anterior. E agora a CJEU vai, mais uma vez, dar um posicionamento definitivo.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.

Destaques
Destaques

Brasil gerou uma receita de R$ 2,7 bilhões em serviço de infraestrutura na nuvem na América Latina

Projeção do mercado de IaaS para 2022 é de um impulso de mais de 300% na região.

Dados em excesso vão provocar abandono das aplicações de Internet das Coisas

Gartner adverte que um terço das soluções de IoT vão 'morrer' antes mesmo de serem implantadas. Consultoria diz que é hora de identificar as lacunas e as fraquezas nos modelos de negócios.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Mão de obra é o "Calcanhar de Aquiles" da Inteligência Artificial

Por Eduardo Prado*

Em artigo exclusivo para o Convergência Digital, o consultor Eduardo Prado, mostra como os gigantes da tecnologia travam uma dura batalha para conseguir fidelizar os especialistas existentes. Ele também adverte: há uma busca desenfreada pela competência em IA.

A IA traz emoção e empatia às "máquinas"

Por Eduardo Prado*

Imagine se as tecnologias – assistentes virtuais (tipo Alexa da Amazon), veículos autônomos, aparelhos de televisão, frigoríficos conectados, telefones celulares – estivessem cientes das suas emoções? E se elas percebessem o seu comportamento não-verbal em tempo real?


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site