TELECOM

Oi terminou 2017 com R$ 7 bilhões no caixa. Dívida bruta chegou a R$ 54,6 bilhões

Ana Paula Lobo ... 13/04/2018 ... Convergência Digital

Pelo terceiro ano consecutivo, a Oi registrou prejuízo nas suas operações, conforme o resultado financeiro do quarto trimestre divulgado na noite desta quinta-feira, 12/04. No quarto trimestre, a companhia obteve receita líquida de R$ 5,8 bilhões, 7,8% menor que no mesmo período de 2016. O prejuízo líquido foi de R$ 3,69 bilhões (ante R$ 4,7 bilhões no quarto trimestre de 2016). O EBITDA (lucro antes de impostos, amortizações e depreciações) encolheu 18,6%, a R$ 1,3 bilhão.

A tele teve queda de receita em todas as unidades: no residencial (-2,2%), no móvel (-3%) e no B2B (-2,3%). Respectivamente, faturaram R$ 2,26 bilhões, R$ 1,82 bilhão e R$ 1,56 bilhão.A receita ficou em R$ 23,79 bilhões (-8,5%), enquanto o EBITDA foi de R 6,2 bilhões (-6,8%). O prejuízo acumulado no ano todo foi de R$ 6,36 bilhões, menos que a perda de R$ 8 bilhões de 2016.

A dívida bruta cresceu cerca de R$ 2 bilhões, a R$ 54,6 bi lhões. A empresa ressalta que, com a recuperação judicial, este valor será reduzido em R$ 35 bilhões. A operadora também apresentou queima de caixa, que fechou 2017 em R$ 6,99 bilhões.

"Foi um ano muito tenso e intenso, muitos desacreditavam da gente. Nos voltamos para dentro e reestruturamos a nossa dívida e 2018 será um ano de recuperação sustentável", frisou o presidente da Oi, Eurico Teles, em teleconferência de resultados realizada nesta sexta-feira, 13/04.


Sangria na TV paga não estanca no Brasil

Somente a Oi e a Algar registraram crescimento nos últimos 12 meses. A líder do mercado, NET, com 50,27%, perdeu quase 800 mil contratos no período.

Proteste recorre à Anatel para proibir cobrança do ponto extra de TV paga

Entidade de Defesa dos Consumidores quer que o órgão regulador crie uma resolução que, efetivamente, impeça a cobrança. Segundo a Proteste, a proibição já existe, mas ela é burlada e acontece sob a justificativa de 'aluguel de equipamento habilitado'.

Nextel vai pagar R$ 68 milhões pela migração para SMP

Conta diz respeito à adaptação das outorgas na faixa de 800 MHz, ainda em 2015. Valor inicialmente previsto era de R$ 411 milhões.

Anatel quer opinião de usuários em novas regras de direito do consumidor

Revisão aproveita ajustes no Regulamento Geral de Direitos do Consumidor (RGC) para ampla consulta sobre os problemas enfrentados qual deve ser a atuação do regulador. “Clareza e resolutividade ainda são dificuldades das operadoras”, afirma a superintendente Elisa Leonel.

Teles: bloqueio após o fim da franquia não afronta o Marco Civil da Internet

Em nota oficial, o SindiTelebrasil diz que a "A PROTESTE insiste em querer fazer prevalecer a sua interpretação equivocada sobre a legislação aplicável à Internet".

Oi desembolsa R$ 51 milhões para pagar cerca de 500 credores

Operadora pagou as credores que fizeram a escolha da opção de pagamento em fevereiro. "Este é mais um passo no cumprimento da recuperação judicial", afirma o presidente da companhia, Eurico Teles.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G