TELECOM

Oi quer estancar perda de clientes com 4G e banda larga de ultra velocidade

Ana Paula Lobo ... 13/04/2018 ... Convergência Digital

A Oi está ciente que é preciso ampliar a cobertura 4G para ficar em igualdade com as rivais no mercado de dados, informou o diretor financeiro da operadora, Carlos Brandão, na teleconferência de resultados do quarto trimestre, realizada nesta sexta-feira, 13/04. Duas ações estão no plano técnico: o refarming da faixa de 1,8MHz e o compartilhamento de infraestrutura. Também está no plano estratégico ampliar o uso de fibra e do FTTH (fiber to the home) para oferecer banda larga em ultra velocidade.

Para garantir um 2018 melhor do ponto de vista de clientes, a Oi mapeou 3.449 cidades para investir no serviço móvel e encontrou 9.156 "clusters" para reforçar a oferta da banda larga fixa. Dentro deste universo, explicou Brandão, foram definidas as regiões onde os investimentos serão feitos. O dinheiro para essa nova leva de infraestrutura virá do aumento de capital de R$ 4 bilhões, esperado para acontecer ainda em 2018.

Em 2017, admitiu o diretor financeiro, a Oi sofreu com a perda de clientes. No B2B por conta do impacto e da incerteza em torno da recuperação judicial. “Contratos com grandes corporações são de longa duração e havia a instabilidade com relação à Oi”, assumiu. No varejo, a perda de base é justificada por dois fatores: o reajuste de 15% repassado aos clientes pelo aumento do ICMS na assinatura e o reajuste anual de 10%. “Com a economia instável, o brasileiro sentiu o impacto desses reajustes”, acrescentou o diretor financeiro.

Brandão enfatizou ainda que - mesmo na recuperação judicial - a operadora aumentou os investimentos. No ano passado, o aporte ficou em R$ 5,629 bilhões, com os recursos centrados principalmente no core de rede e na infraestrutura de acesso. "2017 fechou o ciclo da reestruturação da dívida. 2018 será o da reestruturação dos negócios", resumiu.  Segundo o executivo, após o plano de recuperação judicial em dezembro do ano passado, a Oi atuou em cinco grandes frentes: melhoria da qualidade, transformação digital, controle de custo, gestão de caixa e reestruturação da dívida.

No caso das dívidas, a expectativa da Oi é uma redução em mais de R$ 35 bilhões, o que seria um valor "justo" em torno de R$ 14 bilhões - em 2017 a dívida bruta terminou em R$ 54 bilhões. Como em 2018 a posição de caixa prevista é de R$ 6,188 bilhões, Brandão acredita que a dívida líquida ao final do processo fique em torno de R$ 7 bilhões.

"Mesmo na crise aumentamos nossos investimentos. No ano passado, o aumento foi de 18,3% em relação a 2016 e de 30% em relação a 2015", reforçou Carlos Brandão. O presidente da Oi, Eurico Teles, observou que 2017 foi um 'ano tenso e intenso e muita gente desacreditou da operadora', mas que os esforços internos permitiram enfrentar o momento. 'A Oi já tem papel estratégico no setor de telecomunicações e pode ter muito mais, principalmente, na banda larga", concluiu.


Internet Móvel 3G 4G
Brasil já contabiliza mais de 1 smartphone ativo por habitante

Maioria dos brasileiros - 70% - prefere o celular inteligente para acessar à Internet. Em maio, o País terá 306 milhões de dispositivos portáteis em uso, somando smartphones, notebooks e tablets.

Nextel vai pagar R$ 68 milhões pela migração para SMP

Conta diz respeito à adaptação das outorgas na faixa de 800 MHz, ainda em 2015. Valor inicialmente previsto era de R$ 411 milhões.

Teles: bloqueio após o fim da franquia não afronta o Marco Civil da Internet

Em nota oficial, o SindiTelebrasil diz que a "A PROTESTE insiste em querer fazer prevalecer a sua interpretação equivocada sobre a legislação aplicável à Internet".

Oi desembolsa R$ 51 milhões para pagar cerca de 500 credores

Operadora pagou as credores que fizeram a escolha da opção de pagamento em fevereiro. "Este é mais um passo no cumprimento da recuperação judicial", afirma o presidente da companhia, Eurico Teles.

Fox obtém vitória na Justiça do Uruguai e tenta replicar no Brasil decisão contra pirataria

Segundo um relatório da NetNames, de 222 milhões de usuários da internet na América do Sul, 110 milhões acessam conteúdos piratas.

Anatel impõe ligação gratuita à Oi em orelhões em 12 estados

Anatel já adota a medida há seis anos, quando verificou que aproximadamente metade dos orelhões do país não funcionava.

Preterida pelas teles, faixa de 450 MHz está na mira do setor elétrico

Elétricas e Anatel discutem destinação desta e outras faixas em caráter primário para as empresas de utilities. “Precisamos de 10 MHz. E pelo menos seis fornecedores no Brasil têm equipamentos em 450 MHz e outras faixas”, diz Ronaldo Santarem, da UTC AL.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G