GOVERNO

Serpro estuda redução de jornada para cobrir eventual reoneração da folha

Luiz Queiroz ... 20/04/2018 ... Convergência Digital

Os funcionários do Serpro, no Rio de Janeiro, receberam uma má notícia através do boletim "Em Tempo", que circula dentro da empresa. A direção estuda reduzir a jornada de trabalho, com a consequente redução do "custo de pessoal", sob alegação de que não teria como arcar com a reoneração da folha de pagamentos, assunto que está sendo discutido ainda no Congresso Nacional.

A direção assegura que eventual medida somente seria implementada, caso haja a aprovação da reoneração da folha pelo Congresso. Mas garante que está estudando "cenários" e que o corpo funcional vem sendo informado em reuniões. Essa medida seria "um dos estudos", segundo o comunicado.

Os executivos alegam que hoje a folha de pagamentos já alcança 70% da receita líquida da empresa e esta não teria como voltar a assumir um aumento de 20% na tributação, caso o Congresso aprove a reoneração.

Em 2011 o Governo Dilma Roussef decidiu promover a desoneração tributária sobre a folha de pagamentos para todas as empresas de Tecnologia, como forma de estimular a geração de empregos e o crescimento econômico. Na época a desoneração foi festejada pelo setor.

A direção do Serpro diz que até julho decidirá qual dos "cenários" será o mais provável de ser implementado. Curiosamente, nenhum outro, além da redução da jornada de trabalho, foi apresentada e explicada aos funcionários neste comunicado.

"A diretoria esclarece que são apenas estudos e quaisquer mudanças serão implementadas conforme a prática dessa gestão, de forma clara e transparente". Pelo menos lembra que tal decisão ainda precisa ser discutida com a base sindical.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

Órgãos públicos do Executivo estão proibidos de exigir CPF e CNPJ

Medida impõe o compartilhamento de dados sem nenhuma regra de cuidado com as informações. Portaria proíbe a exigência ainda de certidões de débitos tributários e dívida ativa e certidão de quitação eleitoral.

Serpro repudia acusação de venda de dados pessoais

Estatal diz nunca ter repassado conteúdo ao site 'Consulta Pública', 'congelado' por uma ação do MPF do Distrito Federal. Sustenta ainda que não vende 'secretamente' dados de pessoas naturais ou jurídicas.

Apps de e-gov não pedem consentimento e coletam mais dados do que precisam

Segundo estudo do InternetLab com aplicativos federais e de São Paulo, nenhum dos aplicativos pede consentimento expresso e metade não possui qualquer política de privacidade.

Anac autoriza Secretaria de Patrimônio da União usar drones para fiscalização

Licitação para a compra de equipamentos pelo governo deverá acontecer a partir do final de maio. Drones vão ser usados para fiscalizar uso irregular de áreas de praia, margens de rios, terrenos de marinha e espelhos d'água, dentre outros bens públicos de propriedade da União.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G