NEGÓCIOS

Terceirização de serviços de TI avança 10% ao ano

Convergência Digital ... 23/04/2018 ... Convergência Digital

O mercado de TICs avança no Brasil apesar da crise, em razoável medida ajudado pela cada vez maior terceirização de serviços de tecnologia da informação. Segundo balanço divulgado pela associação brasileira das empresas de TIC, Brasscom, entre 2010 e 2017, a receita com serviços, BPO e computação em nuvem dobrou de tamanho. Em março, durante o 3º Seminário Brasscom Políticas & Negócios, realizado em Brasília, com cobertura do Convergência Digital, a entidade antecipou parte do estudo setorial realizado em 2017.

A receita somada de outsourcing e TI in house passou de R$ 59,6 bilhões para R$ 104,9 bilhões nesse período. Mas enquanto o desenvolvimento interno cresceu 5,9% ao ano, a terceirização andou bem mais acelerada, ao ritmo de 10,5% ao ano. Como resultado, se em 2010 a TI in house chegou a representar 48,6%, em 2017 foi somente 41,2%. No caminho inverso, a terceirização de serviços passou de 51,4% para 58,8%, com receita anual superior a R$ 61 bilhões.

“No período de 2010 a 2017, Serviços TIC tiveram um avanço de 14,4%, enquanto TI In House recuou 15,3%. A produção de Serviços, Nuvem, BPO e TI In House cresceu, em conjunto, 8,4% a.a. E a lei da terceirização trará maior segurança jurídica para a continuidade do avanço do mercado de Outsourcing”, avalia a Brasscom.

Ao analisar o desempenho do setor ao longo desta década, a entidade mostra que o crescimento foi a regra, e que apesar do baque em 2016, único ano em que avançou menos que a economia como um todo, no ano seguindo já houve alta mais forte, de até 9,9% considerado o mercado de TIC e de TI in house, que atingiu R$ 239 bilhões em2017.

“O setor TIC cresceu nominalmente acima do PIB a partir de 2012 e até 2015. Em 2016, o desempenho do setor mostra-se inferior, em função da retração dos mercados dos provedores de Software (-5,9%) e Hardware (-5,6%). 

Em 2017, o setor de TIC voltou a crescer nominalmente acima do PIB, recuperando o seu desempenho e voltando a crescer a quase dois dígitos.” Segundo a Brasscom, o desempenho foi especialmente puxado pelo crescimento dos provedores (11,6%), do software (3,1%), hardware (16,7%), serviços e nuvem (8,7%) e BPO (36,9%).


Cloud Computing
Custo e orçamento travam investimento em Inteligência Artificial no Brasil

Pesquisa mostra ainda a preocupação dos líderes brasileiros com a retenção de talentos. Globalmente, 89% dos entrevistados assumiram: dados são fundamentais para a sobrevivência dos negócios.

PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell: fornecedor tem o papel de habilitar a transformação digital

A nova linha de servidores precisa ser a base do equilíbrio entre as aplicações do futuro e o legado das empresas para assegurar escala e preservar o investimento, observa o vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, Luis Gonçalves.

Cade investiga praticas anticompetitivas contra fintechs no mercado de meios de pagamentos e financeiro

Abertura de inquérito decorre de relatório sobre os problemas estruturais do setor, em especial, os efeitos decorrentes da verticalização do setor.

SINDESEI aposta na retomada do crescimento com novo Governo do DF

Setor perdeu nos últimos quatro anos com a crise econômica cerca de 400 empresas. Aposta é na implementação de novas políticas públicas, que tirem o Governo do DF do atraso tecnológico em que se encontra nos serviços prestados ao cidadão.

110 países discutem, mas sem consenso, como tributar a economia digital

Como não há acordo comum, cada País começa, de forma unilateral a criar regras de como taxar empresas de Internet, como Google e Facebook. No Brasil, a situação é ainda mais complexa porque não há um consenso tributário hoje.

Buscapé perde ação contra o Google no CADE

Órgão antitruste não entendeu que houve 'infração à ordem econômica' por parte da empresa norte-americana de Internet com relação à comparação de preços. Processo começou em 2011.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G