GOVERNO » Compras Governamentais

Teles reclamam e governo adia megapregão de telefonia para 367 órgãos

Luís Osvaldo Grossmann ... 25/04/2018 ... Convergência Digital

O governo adiou em quase um mês o megapregão de telefonia fixa e móvel para contratar serviços a 367 órgãos da administração federal. A exemplo da primeira etapa, quando recursos das operadoras já tinham levado a um adiamento, novamente pleitos da Claro e da Telefônica levaram a ajustes no edital.

Como resultado, a sessão pública marcada para esta quarta, 25/4, foi adiada para 17/5. A Telefônica pediu esclarecimentos sobre assinatura básica, responsabilidades em caso de roubo ou furto de aparelhos, gestão online de serviços, por exemplo. Já a Claro pediu a supressão de um dos artigos do edital.

Foi atendida. Uma nova versão do edital da licitação já suprimiu o artigo 9.8.2, que impedia a participação no pregão eletrônico de quem “esteja com o direito de licitar e contratar com qualquer órgão ou entidade gerenciador e participantes suspenso”. O entendimento é de que tal exigência é ilegal.

O pregão para serviços fixos e móveis de telefonia inclui o fornecimento de celulares e modems. O valor estimado para o contrato de 24 meses – que pode ser esticado até 60 – é de R$ 287,26 milhões. Mas existe e expectativa de que a exemplo de compras coletivas anteriores, o desconto no pregão seja significativo.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Governo segue com privatização de Serpro, Dataprev e Telebras para 2021

O secretário de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que não há mudança de planos do governo Bolsonaro, mesmo com o papel desempenhado pelas estatais de TI na pandemia, e está mantido o plano de vender 12 estatais no ano que vem.

Projetos estratégicos de TIC dependem do ajuste fino entre os 'novos' MCTI e Minicom

No 'novo' MCTI, ficam políticas de inovação, entre elas,  Inteligência Artificial. O Minicom assume a política de Telecom e a radiodifusão.

TSE manda Dataprev parar de usar dados da Justiça Eleitoral para avaliar auxílio emergencial

Pedido foi feito de forma oficial pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luiz Roberto Barroso. A alegação é que os BDs não informam o exercício de mandato eletivo.

Agência Espacial abre edital para lançamentos comerciais na base de Alcântara

AEB é responsável pelas tratativas iniciais com as empresas, nacionais ou estrangeiras, interessadas em utilizar a base brasileira para lançamento de veículos espaciais.

PL quer adiar venda do Serpro, Dataprev, Telebras e outras estatais

Proposta, que está em análise na Câmara dos Deputados, ressalta que o 'períodos de crise são um excelente momento para quem compra e péssimo para quem vende'. Privatizações estão agendadas para junho de 2021. Ideia é adiar as vendas para 12 meses após o fim da pandemia de Covid-19.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G