Home - Convergência Digital

Michael Dell: 5G vai mudar a forma de fazer e de usar a Tecnologia

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo, de Las Vegas - 30/04/2018

O Chairman e CEO da Dell Technologies, Michael Dell, ao abrir o Dell Technologies World 2018, em Las Vegas, nesta segunda-feira, 30/04, foi taxativo ao afirmar que a tecnologia não é mais apenas o suporte de uma companhia. Ela é, segundo ele, a razão de um negócio se tornar estratégico. Reforçou que a competição, hoje, está mais no software, nos dados e na capacidade de saber analisa-los de forma efetiva, mas isso não será possível sem a presença do hardware e da infraestrutura.

Michael Dell observou ainda que, em 2020, serão produzidos 220 Petabytes de dados por dia e não há como analisar essas informações sem possuir uma infraestrutura de TI. "Teremos um novo modelo de computação diferente que conhecemos. Já centralizamos, já descentralizamos, agora estamos centralizando de novo. Acredito num conjunto de ações dos modelos que já usamos. A TI terá a obrigação de adicionar inteligência ao negócio", preconizou.

O CEO da Dell também falou sobre o impacto do 5G, da Internet das Coisas e da computação em nuvem no mercado de TICs.  "São tecnologias absolutamente disruptivas e que vão e estão fazendo estratégias mudarem ou serem criadas", reforçou.

Em coletiva de imprensa para cerca de 300 jornalistas de todo o mundo presentes ao Dell Technologies World 2018, ao responder uma pergunta sobre o impacto do 5G feita pelo portal Convergência Digital, Michael Dell brincou. "Certamente não será para falar mais rápido ao telefone".

Para o chairman e CEO da Dell Technologies, o 5G vai mudar a forma de fazer e de usar a tecnologia. Vai também mudar o negócio das operadoras. "Há muitas operadoras no mercado e não enxergo que todas terão dinheiro para investir tão rápido em 5G. Custa muito dinheiro. Posso dizer que 5G vai exigir muita infraestrutura. E somos uma empresa de infraestrutura", completou.

*Ana Paula Lobo viajou a Las Vegas a convite da Dell Brasil

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/02/2019
TIM quer leilão 5G o quanto antes e rede legada única para o 2G

20/02/2019
‘Horário nobre’ derruba velocidade da internet móvel pela metade no Brasil

19/02/2019
5G vai responder por 4,8% do tráfego móvel em 2022

15/02/2019
Indústria de Telecom mobiliza força-tarefa para salvar 5G da guerra política

13/02/2019
Huawei reage e sugere abertura de códigos-fonte para todos os fabricantes 5G

11/02/2019
5G Americas pede pressa para licenciamento das faixas entre 3,7 e 4,2 GHz

29/01/2019
Governo dos EUA acirra clima com China por conta da Huawei

24/01/2019
Era 5G exige responsabilidade e ética digital

23/01/2019
Para acelarar o 5G, Telefónica e Vodafone compartilham infra no Reino Unido

22/01/2019
5G vai quintuplicar o tráfego de dados e terá papel decisivo na economia mundial

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site