Convergência Digital - Home

Banpará troca IBM e HP pelos servidores Nutanix no core bancário

Convergência Digital
Por Roberta Prescott* - 10/05/2018

O Banco do Estado do Pará (Banpará) economizou R$ 15 milhões na implantação de uma solução de inteligência de negócio (business intelligence — BI) para a área de concessão de crédito consignado ao, em vez de optar por um produto pronto de mercado, comprar separadamente as camadas e fazer a interação do appliance.

Em entrevista ao Convergência Digital, durante o .Next18, evento da Nutanix que ocorre nesta semana em Nova Orleans (EUA), Eugênio Luis de Soussa, diretor de tecnologia do Banpará, explicou que o banco não possuía BI e que, há cerca de dois anos, decidiu investir em um projeto. "Ouvimos algumas empresas e eram projetos milionários, na faixa dos R$ 20 milhões e não tínhamos isto para investir", disse.

Soussa, então, decidiu "desmontar o lego" para entender o que precisaria. Uma das primeiras decisões foi optar por um ambiente hiperconvergente. Depois empenhou-se em  buscar fornecedores para as diferentes camadas. A Qlik foi escolhida para ser o analisador de dados, a camada de apresentação de software. Para a camada de trabalho de data lake do BI ficou com Cloudera Haddop e a Nutanix foi eleita para a camada de infraestrutura. "Vi que a Nutanix se encaixava com Cloudera e Qlik, porque tudo tinha de vir tudo integrado; eu tinha de ter certeza de que todas as peças iam se encaixar", destacou.

Após quase um ano de conversas com a Nutanix para fechar o projeto, o Banpará instalou oito nós em fevereiro deste ano. Os resultados do projeto — e a economia que o banco teve — levaram o CIO a expandir a adoção de Nutanix para outras áreas. "O sucesso do BI me deu condições técnicas para decidir por expandir e optamos por refazer o ambiente de produção para aumentar o poder de processamento para aguentar o crescimento do banco para os próximos dois anos", disse. 

O Banpará comprou mais 42 nós da Nutanix que vão substituir o ambiente de produção, atual, que contam com equipamentos IBM e HP. O ambiente de produção engloba o core bancário, isto é, as áreas de crédito, internet banking, conta corrente, pagamentos, Sistema brasileiro de Pagamentos e seguros. Os Nutanix vão rodar suítes Oracle, Java, SQL Server. .NET.  O CIO explica que os equipamentos IBM e HP serão direcionados para rodar as aplicações do ambiente de homologação, desenvolvimento e testes.

Além disto, Soussa adiantou que o banco deve comprar mais dez nós para fazer um novo projeto de BI, desta fez direcionado à segurança e à identificação de fraudes. Com o BI para o crédito consignado, o Banpará investiu cerca de R$ 5 milhões, bastante abaixo das cotações de R$ 20 milhões que havia feito. Para a migração do ambiente de produção, o banco está investindo R$ 14 milhões e para o projeto de BI na área de segurança, Soussa calcula investimentos de R$ 3 milhões.


PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell: fornecedor tem o papel de habilitar a transformação digital

A nova linha de servidores precisa ser a base do equilíbrio entre as aplicações do futuro e o legado das empresas para assegurar escala e preservar o investimento, observa o vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, Luis Gonçalves.


Destaques
Destaques

Unimed Porto Alegre recupera 130tb de dados em três dias

Empresa criou uma força-tarefa para recuperar informações críticas ao negócio e iniciou a renovação do seu data center com a adoção do IBM Power, revela o gerente de TI da Unimed Porto Alegre, Antonio Fonini. A inteligência artificial também está sendo usada para combater as fraudes.

Via Varejo elege containers para integrar operações online e física

Com 60 anos de história, a Via Varejo opera as marcas Casas Bahia, Ponto Frio, Extra.com e Bartira. Exatamente por essa cultura tradicional e pela complexidade de sua estrutura, qualquer grande mudança é uma tarefa bastante difícil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site