INOVAÇÃO

"Nós, homens, criamos os robôs à nossa semelhança. Portanto eles não são e não serão perfeitos"

Ana Paula Lobo* ... 11/05/2018 ... Convergência Digital

O presidente da Dell, Michael Dell, aproveitou o Dell Technology World, realizado de 30 a 03 de maio, em Las Vegas, para marcar posição: a tecnologia pode servir ao bem e homens e máquinas não podem ser adversários, eles devem e precisam ser parceiros para avançarem. "Um não existirá sem o outro", profetizou. A brasileira Patrícia Florissi, CTO global da Dell, endossa a visão, mas adverte: "Nós, homens, criamos os robôs à nossa semelhança. Portanto eles não são e não serão perfeitos. Mas é justo o homem ficar paranoico. Devemos ficar. Se não ficarmos, vamos morrer afogados no avanço da tecnologia".

A humanização dos robôs, pontua Patrícia Florissi, está acontecendo e o ambiente de trabalho terá cada vez mais robôs, como, hoje, temos o tablet, o celular como meio de trabalho. "Não podemos pensar em homens e máquinas como seres distintos. Um depende do outro. Ainda há muito por evoluir e a inovação vai nos mostrar", acrescenta a CTO Global da Dell. O risco de perder empregos é real, e cabe ao homem ficar paranoico, sim, para evitar morrer afogado. "Mas essa é uma reação que está acontecendo ao longo da história. O homem está sempre sendo desafiado a se superar. Se empregos vão acabar com os robôs, outros serão criados", preconiza.

Em entrevista aos jornalistas brasileiros presentes ao Dell World Technologies, Patrícia Florissi destaca que o desafio da era digital é o da monetização dos dados. "Como o universo 'real', onde há forças regulando os movimentos do planeta, na era digital, há também a regulação das forças dos dados, que ainda não conhecemos e não entendemos na plenitude", diz.

As oito forças enumeradas por Patrícia Florissi, que estão ou vão mudar o mundo, são: Internet das Coisas; Inteligência Artificial, com o machine learning e a deep learning; realidade virtual, a arquitetura de big data, que deixou de ser o centro de dados para ser orientado a dados; o 5G, que terá o poder da conectividade das coisas para atender a demanda de IoT, blockchain, computação quântica e os acelerators, que começaram em games e se tornaram uma realidade aumentada.

São essas forças que mobilizam as companhias a entender o futuro, a construir o ecossistema do futuro, acrescentou Patrícia Florissi. "Mas não são as únicas e uma pode impactar na outra, elas podem ser complementadas e interagem entre si, o que pode levar, inclusive, para a criação de outras forças. A beleza de pensar o futuro é exatamente essa", completa a CTO da Dell.

*Ana Paula Lobo viajou a Las Vegas para o Dell Technologies World a convite da Dell Brasil

   


Cloud Computing
Falta de talento incentiva à automatização da nuvem, mas segurança e privacidade ainda são entraves

Pesquisa mostra que as empresas que automatizaram as aplicações legadas e operações de TI na nuvem estão indo além da busca da redução de custos ou da eficiência. Elas usam cloud para inovar seus modelos de negócios.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Inteligência Artificial deixa de ser hype, mas sofre com a lacuna de talentos

IA será a tendência de tecnologia de negócios mais debatida, investida e disruptiva dos próximos anos, atenta a 11ª edição do Digital Transformation Review, feita pela Capgmenini.

Banco Daycoval e seguradora Zurich aderem ao Torq para fazer Inovação virar projeto

"Temos 300 clientes, nossa meta é que 10% deles tenham um projeto feito no Torq em 12 meses", diz o Diretor Presidente da Senior Solutions, Bernardo Gomes.

Google segue Facebook e proíbe anúncio de moedas virtuais

Regra começa a valer em junho. Rede social barrou a publicação de anúncios de produtos financeiros não regulados ou especulativos.

Finep e BNDES querem garantias para novo aporte na Unitec Semicondutores

Depois de R$ 1 bilhão investido na fábrica de chips próxima a Belo Horizonte, bancos de fomento foram à CGU buscar soluções legais para a Finep liberar pelo menos mais R$ 72 milhões de um total de R$ 200 milhões necessários para o início da produção.

BB investe R$ 14 milhões em IA e libera transações bancárias no Messenger, do Facebook

Até o final do ano, a instituição financeira realiza um piloto com cerca de 1000 clientes para testar as novas funcionalidades. Negociações com outras redes sociais, entre elas, o WhatsApp Business, do próprio Facebook, estão adiantadas.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G