GOVERNO » Compras Governamentais

Assespro pede incentivo ao software nacional em nova Lei de licitações

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/05/2018 ... Convergência Digital

As empresas de TI representadas pela Assespro encaminharam ao deputado federal João Arruda (PMDB-PR), relator do PL 1292/95, uma série de sugestões para a revisão da Lei de Licitações, 8.666/93. Entre elas, a entidade sugere a reserva de parte do orçamento de compras de softwares para as empresas nacionais.

“A Administração Pública deverá destinar 5% do orçamento estimado para aquisição softwares e programas de computador no exercício financeiro para a contratação exclusiva de softwares e programas de computador nacionais, assim definidos e acreditados pelo Poder Público Federal”, lista o farto documento que a Assespro mandou para o relator do projeto.

Há um série de sugestões pontuais ao PL, como a ampliação do valor da dispessa de licitação para R$ 80 mil, o uso dos contratos pelo governo como registro de preço, a previsão de correção monetária para atrasos de pagamento, a possibilidade de prorrogação a até 10 anos no caso de contratos de tecnologia da informação e até mesmo a adoção de sistema específico de licenciamento e cessão de direitos de software nas compras públicas

Mas a entidade também tece contribuições conceituais, especialmente ao defender junto ao relator do PL 1292/95 a ideia de que as licitações públicas devem obedecer especificidades de diferentes categorias de fornecedores, com o uso de regramentos legais ou via Decretos para setores específicos.

“A Assespro defende a bandeira dos regramentos setoriais para as compras públicas. Não é mais possível tratar a licitação e a execução de um contrato de obras rodoviárias da mesma forma que a aquisição de material de escritório, ou tratar a contratação de serviços de jardinagem da mesma forma que a contratação de serviços de desenvolvimento de software.”


CDES quer prioridade para proteção de dados e transformação digital

O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) recomendou ao governo que garanta dotação orçamentária adequada e mecanismos de acompanhamento da digitalização do setor público.

Serpro estuda redução de jornada para cobrir eventual reoneração da folha

Informação veio através de comunicado da diretoria da empresa no Rio de Janeiro, que alega que a folha de pagamentos já alcança 70% da receita líquida e não teria como voltar a assumir um aumento de 20% na tributação pela folha.

Big data no Governo Federal levou ao corte de 5 milhões do Bolsa Família

Cruzamento de informações entre diferentes bases de dados pelo Ministério do Desenvolvimento Social é ‘garoto propaganda’ do Govdata, o Big Data do governo federal.

Serpro economiza mais de R$ 300 milhões com isenção de ICMS

Supremo Tribunal Federal dá ganho de causa para a empresa estatal, que vinha sendo cobrada pelo não recolhimento de ICMS pela Secretaria da Fazenda do Distrito Federal. Justiça entendeu que o Serpro presta um serviço público ao fornecer SCM pela Infovia Brasília.

Diretor da Dataprev que propôs demitir mil funcionários pede exoneração

Desafeto político do presidente da estatal, Leandro Magalhães, Júlio César de Araújo Nogueira foi imposto para a diretoria da empresa pelo ex-ministro do Planejamento, Dyogo Henrique de Oliveira, que, agora, segue para a presidência do BNDES.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G