INOVAÇÃO

Saúde ultrapassa TICs no programa Start-up Brasil

Convergência Digital ... 14/05/2018 ... Convergência Digital

O programa Start-Up Brasil lançou nesta sexta-feira (11), em Recife (PE), a Turma 5, com 46 empresas nascentes de base tecnológica, que terão acesso a R$ 9,7 milhões em investimentos. Os recursos estão previstos em edital lançado no ano passado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O programa é gerida pela Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex).

Desse grupo, 45 são empresas nacionais, provenientes de 14 estados brasileiros, além de uma companhia da Suíça. As principais áreas de atuação dessas startups são saúde (7), tecnologia da informação e telecomunicações (4), educação (3), finanças (3), varejo (3), agronegócio (2), segurança e defesa (2), automotivo (1), eventos e turismo (1) e moda e beleza (1). As 13 restantes atuam em setores transversais.

“O Start-Up Brasil se mantém forte e faz parte do compromisso do governo federal, assumido na Estratégia Brasileira para a Transformação Digital, de apoiar pelo menos 200 startups por ano em programas governamentais. Nosso objetivo é criar um ambiente colaborativo para que todos players do ecossistema nacional possam contribuir para a evolução do programa e no mapeamento e superação dos desafios do empreendedorismo no país”, afirmou o secretário de Políticas Digitais do MCTIC, Thiago Lopes.

Ao longo dos próximos 12 meses, a Turma 5 participará de eventos, além de atividades de capacitação e de aproximação com grandes companhias nacionais e internacionais, investidores e programas de acesso ao mercado e a compras públicas. As participantes também receberão uma bolsa para investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) de até R$ 200 mil.

Nesse período, as startups trabalharão com 13 aceleradoras qualificadas, distribuídas pelos estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

O Start-Up Brasil apoia empresas nascentes de base tecnológica nacionais e internacionais com até quatro anos de existência e que desenvolvam produtos e serviços inovadores utilizando software, hardware ou serviços de tecnologia da informação (TI). Lançado em 2012, o programa já executou dois ciclos de aceleração, com quatro turmas, apoiando 183 startups oriundas de 17 estados brasileiros e de outros 13 países.

*Com informações do MCTIC


Cloud Computing
Custo e orçamento travam investimento em Inteligência Artificial no Brasil

Pesquisa mostra ainda a preocupação dos líderes brasileiros com a retenção de talentos. Globalmente, 89% dos entrevistados assumiram: dados são fundamentais para a sobrevivência dos negócios.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Oi seleciona startups para programa de aceleração do Oito

Nessa etapa há o interesse por startups mais maduras, salienta Pedro Abreu, diretor do hub de inovação da Oi. Programa terá nove meses de duração e há interesse por multicloud, video analytics, gamificação + EAD, meio de pagamento, entre outras aplicações.

TIM se aproxima das startups por mais Inovação aberta

Operadora ampliou a parceria com o Cubo, do Itaú, para consolidar a estratégia de se tornar um hub digital. "O momento é de abrir as portas e a cabeça para entender o mundo digital. Queremos uma relação ganha ganha com as startups", diz Janilson Bezerra, diretor de Inovação & Biz Development da TIM Brasil.

Brasil tem cinco finalistas em prêmio internacional de Cidades Inteligentes

Curitiba, Joinville, Sorocaba e Aracaju, além do Instituto Tecnológico da Aeronáutica, foram selecionados entre 473 projetos. Cingapura foi a grande campeã.

Finep seleciona 21 parceiros estaduais em programa de incentivo a startups

Apoio federal prevê aporte de R$ 21,5 milhões, além de R$ 12,8 milhões em contrapartidas para estimular criação de empresas inovadoras.

Inovação perfeita é entregar ao cliente, rápido, o que ele quer receber

A entrega perfeita pode não ser a ótima ao final do processo, adverte Mauricio “Maltron” Leal, Especialista em Desenvolvimento Cloud para América Latina da Red Hat. O especialista define sete princípios para fomentar a Inovação. Um deles exige reverter um conceito da indústria de TI: o individualismo.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G