Home - Convergência Digital

5G quer a faixa de 600 Mhz, hoje, usada pelas TVs

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 17/05/2018

O 5G vai exigir mais espectro para a oferta dos serviços e o momento é o de acelerar a limpeza de faixas, adverte a 5G Americas. Em abril, a entidade informa que na América Latina foram concedidos para serviços móveis 354,3 MHz em média, cerca de 18,1% da sugestão de espectro pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) para 2020 (1.960 MHz), sugestão realizada antes de considerar a 5G. Para 5G, mais de 13.900 MHz foram identificados de forma agregada, levando em conta faixas acima e abaixo da marca dos 6 GHz.

Esta capacidade está incluída no Release 15 do corpo de padronização 3GPP (3rd Generation Partnership Project), que definirá o primeiro conjunto de padrões da 5G. Entre eles, figuram especificações para a Nova Radio 5G (5G NR), que incluem bandas de espectro distribuídas em dois intervalos amplos: bandas abaixo dos 6 GHz e acima dos 24,25 GHz.

A entidade sugere que é preciso acelerar a limpeza de faixa de tecnologias como a de 600 MHz, usada por canais de televisão, tanto quanto a de 3,5GHz. Neste intervalo, sugere a 5G Americas, existem pelo menos 2.650 MHz que podem ser aproveitadas no futuro para dar capacidade para as redes 5G. Concretamente, bandas como 600 MHz, 24 GHz e 28 GHz têm sido utilizadas para realizar testes da 5G e comtemplam espaços que podem ser harmonizados para uso como algumas das primeiras bandas 5G.

No entanto,adverte a 5G Americas, requerem ações para permitir seu uso para serviços móveis, como completar o segundo dividendo digital (600 MHz) e estabelecer mecanismos de compartilhamento ou reorganização em bandas como 24 e 28 GHz, mesmas bandas que poderiam ser leiloadas nos Estados Unidos no final de 2018.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/01/2019
China Unicom faz primeira ligação 5G no release 15 do 3GPP

17/01/2019
Paraná cria curso para formar profissionais técnicos para o 5G

07/01/2019
Para americanos, 5G vai mudar a geração de empregos, a vida pessoal e os negócios

28/12/2018
Huawei, apesar da pressão dos EUA, fechou 26 contratos de 5G

20/12/2018
Um terço das casas no Brasil usam antenas parabólicas

13/12/2018
Relatório prevê 25 operadoras com serviços 5G em 2019, 51 em 2020

12/12/2018
Indústria pressiona por faixas de 26GHz, 40 GHz e 66-71 GHz para o 5G

11/12/2018
Preocupação com parabólicas não pode excluir Brasil do 5G

09/12/2018
"O mundo precisa comprar a ideia do 5G nas áreas remotas"

09/12/2018
Japão terá aplicações reais de 5G nas Olimpíadas de 2020

Destaques
Destaques

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Celular encosta nas TVs nos lares dos brasileiros

O dispositivo está presente em 93,2% dos domicílios e está em tendência de alta em relação às TVs, que reinavam até então. O celular também foi o equipamento mais utilizado para acessar a Internet dentro de casa.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site