INCLUSÃO DIGITAL

Juiz de Fora, MG, é número 1 na oferta de serviços digitais em ranking das teles

Luís Osvaldo Grossmann ... 22/05/2018 ... Convergência Digital

Na terceira edição da avaliação anual dos municípios que favorecem a implantação de infraestrutura de telecomunicações, as operadoras de telecomunicações expandiram o ranking de cidades amigas da banda larga para também avaliar aquelas que oferecem serviços digitais aos cidadãos.

“Pegamos os 100 maiores municípios e levantamos quais os serviços de cidades inteligentes que eles tinham, especialmente em mobilidade urbana, governo eletrônico, educação e saúde, meio ambiente. São aplicativos de estacionamento, transporte, marcação de consultas, coleta de lixo,  semáforos inteligentes, prontuário eletrônico. São coisas diretamente relacionadas à infraestrutura, pois é a existência das redes que possibilita a oferta de serviços digitais”, afirma o presidente da consultoria Teleco, Eduardo Tude, responsável pelos rankings, ao participar nesta terça-feira, 22/05, do Painel Telebrasil 2018, em Brasília.

O resultado é que a mineira Juiz de Fora a cidade número um desse novo ranking. Com pouco mais de meio milhão de habitantes, o município tem 719 mil acessos mensais de seu sistema de transporte, 208 emissões de boletos, 180 mil prontuários médicos, 10 mil usuários do app de limpeza urbana, além e 66 câmeras de vigilância.

As dez primeiras cidades desse ranking incluem ainda o Rio de Janeiro, Uberlândia, Santos, Belo Horizonte, Jundiaí, Cascavel, Campinas, Campo Grande e Fortaleza. Para a Teleco, o ranking permite que os municípios verifiquem a sua posição em relação aos demais e identifiquem os pontos que requerem aprimoramentos, de modo a tornar suas cidades mais inteligentes.

Em linha semelhante, a consultoria apresentou a terceira edição do ranking de cidades amigas da internet – ou seja, aquelas municipalidades que melhor ajustam suas leis e práticas de gestão para licenciar a instalação de novas infraestruturas, notadamente antenas de celular. A também mineira Uberlândia segue firme no primeiro lugar pelo terceiro ano consecutivo.

Neste são dadas notas às cidades com base em restrições, burocracia, prazo e onerosidade para a implantação da infraestrutura, com peso maior para as ERBs, para as restrições e para o prazo de licenciamento. “Uberlândia segue a única cidade no país que respeita o prazo legal de dois meses para o licenciamento de antenas”, afirma Tude.

Além da primeira colocada, as cidades de Várzea Grande, Rio Branco, São José dos Campos, Guarulhos, Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Palmas e Cascavel completam as 10 primeiras posições do ranking de 2018. No fim da lista, a capital do país, Brasília caiu para a última posição, logo depois de São Paulo. Contagem, Fortaleza, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Campina Grande, Belo Horizonte, Londrina e Feira de Santana estão nas posições de 98 a 91.

Principais mudanças foram no meio da lista. Ponta Grossa, no Paraná, avançou 20 posições porque adotou uma nova legislação municipal. Mas o aspecto legal não é tudo. “Não basta apenas revogar tudo e adotar a Lei Federal. É necessária estrutura, um processo capaz de analisar autorizações no prazo legal de dois meses. E ainda tem a questão dos custos adicionais. Porque ainda têm cidades que querem renovação anual, por exemplo”, afirma o presidente da Teleco.


Carreira
Dissídio dos trabalhadores de TI de São Paulo segue sem definição no TRT

Audiência de conciliação aconteceu em maio e, de lá para cá, as partes estão aguardando os trâmites do Tribunal. Até que saia uma decisão, a Convenção Coletiva de 2017 é válida para a categoria.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Sem opositores, Governo usa Audiência para defender acordo Telebras/Viasat

Sem a participação dos que consideram ilegal o acerto com a empresa norte-americana, presidente da Telebras sustentou aos parlamentares que parceria foi fechada dentro dos critérios da Lei de Estatais. Governo garantiu que a soberania nacional não está em risco.

TV Digital: Sobras de recursos devem comprar mais conversores

Estimativas são de que haverá disponível cerca de R$ 600 milhões dos R$ 3,6 bilhões que o leilão da faixa de 700 MHz destinou à TV Digital, suficiente para comprar cerca de 3 milhões de novos kits.

Juiz de Fora, MG, é número 1 na oferta de serviços digitais em ranking das teles

Operadoras expandiram o ranking das cidades amigas da banda larga para avaliar também as que oferecem serviços digitais aos cidadãos.No ranking das cidades amigas da Banda Larga, Uberlândia se mantém com a liderança. Brasília e São Paulo estão nos últimos lugares.

Hughes vai ofertar banda larga via satélite em mais 1000 cidades no Brasil

Cobertura servirá para os Estados do Amapá, Amazonas e Rondônia. Serviço será vendido a partir do terceiro trimestre. Velocidades de acesso estão entre 10 Mbps e 25 Mbps.

Cabo e fibra superam rádio como principal conexão nas prefeituras

Segundo a nova pesquisa TIC Governo Eletrônico, avanço foi especialmente puxado por municípios do Nordeste e com até 100 mil habitantes.

Com celular, Internet chegou a 70% dos domicílios no Brasil

Número de lares conectados cresceu 7 pontos percentuais em 2017, graças aos telefones móveis e a novos televisores.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G