TELECOM

TIM: "Para cada real pago a mais em frequências, são menos investimentos'

Ana Paula Lobo* ... 23/05/2018 ... Convergência Digital

O presidente da TIM, Stefano De Angelis, defendeu que o Brasil precisar romper o círculo vicioso de uma regulação pré-histórica, uma alta carga tributária e fundos não aplicados e evoluir para um círculo virtuoso que inclua imediata revisão regulatória, aplicação dos fundos setoriais e uma desoneração que se reflita em preços mais acessíveis para os consumidores.

Segundo ele, o novo paradigma é a banda larga, e o Brasil possui uma penetração baixa na oferta fixa, de apenas 40%, com um crescimento anual de apenas 1 ponto percentual. “Se continuarmos assim, vamos chegar a 2050 com penetração de 50%. Não é algo que o País pode aceitar, crescer apenas 1 ponto ao ano. Precisamos fazer algo para os próximos cinco anos, a exemplo do que ocorreu com a tecnologia wireless. Hoje o 4G já tem 93% de cobertura e cresceu 115% em março de 2018, uma tecnologia que há três anos quase nem existia", destacou o executivo.

De Angelis observou que a oferta da banda larga pode ser feita por meios alternativos, entre eles, por fibra óptica até a residência, o FTTH, que está em expansão. Mas reforçou que o acesso wireless tem custo seis vezes menor e tempo de desenvolvimento muito mais baixo. Devido ao custo, a expansão via FTTH demandaria 20 anos, mas o acesso wireless poderia acelerar o atendimento. “Esse é um ativo que tem de ser desenvolvido pela indústria com apoio do poder público”, sugeriu.

De Angelis afirmou que, devido às diferenças socioeconômicas, o problema da banda larga não existe para os 10% mais ricos, para os quais a penetração é de 68%. Segundo ele, é na parcela dos 60% mais pobres que o setor pode construir as oportunidades de negócio.

Entre as propostas para as telecomunicações, ele defendeu a necessidade de priorizar os investimentos a partir dos recursos que surgirão após a aprovação do PLC 79 e da liberação dos fundos setoriais. Ele destacou ainda o acesso à infraestrutura de dutos e postos. E advertiu que não se priorize a arrecadação nos futuros leilões. “Para cada real a mais pago pelas frequências, são menos investimentos”, resumiu De Angelis. Assistam a apresentação do presidente da TIM Brasil.

*Com Agência telebrasil


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Teles fazem cadastramento para atualizar dados de clientes do celular pré-pago

O recadastramento dos usuários junto às operadoras começará nesta quinta-feira, 18/04, pelo DDD 62, alcançando progressivamente todo o País até agosto. Quem não fizer o recadastramento terá a sua linha bloqueada enquanto o cadastro não for atualizado.

Oi faz piloto de internet das coisas rural em 450 MHz

Rede integrada de sensores e dispositivos conecta uma das fazendas da trading Amaggi, em Mato Grosso. Segundo a Oi, faixa de 450 MHz "é fundamental para IoT no campo".

Para a Anatel, prêmio de acessibilidade inaugura regulação por incentivos

“Queremos mudar a ótica, promover competição por qualidade e uma ferramenta são os rankings. Agora acessibilidade, mas teremos no ano que vem de qualidade e atendimento”, diz o presidente da agência, Leonardo de Morais. A TIM foi a primeira colocada em ações de acessibilidade.

Por 5G, Anatel quer triplicar a capacidade de espectro existente

Proposta de nova regulamentação de radioenlaces eleva de 26 GHz para 66 GHz a capacidade disponível. Contribuições serão aceitas por 60 dias. Modelo previsto pela agência prevê novas faixas entre 30 GHz e 170 GHz.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G