Home - Convergência Digital

Licitar 5G em 2019 vai deixar Brasil para trás

Convergência Digital - Carreira
Agência Telebrasil - 28/05/2018

Para a tecnologia 5G desenvolver-se no Brasil, será necessário o envolvimento de diferentes setores da sociedade, aponta Flávio de Oliveira Silva, professor da Universidade Federal de Uberlândia e coordenador do 5G Summit, evento realizado no Painel Telebrasil 2018.

Segundo o especialista, o papel do governo é relevante, uma vez que o Poder Executivo trata da regulação, da normatização e da definição de frequência, mas atua no fomento à formação de recursos humanos e ao estímulo à pesquisa e desenvolvimento.

Para o professor Oliveira Silva, o projeto 5G Brasil é uma articulação importante para que o País tenha um papel de destaque no cenário mundial na evolução da tecnologia. Quanto às faixas de frequências a serem usadas, ele destaca que há um leque amplo que vai compor o 5G, desde as mais baixas, passando pelas médias, como o 3,5 GHz, até as mais altas, acima de 24 GHz.

O coordenador adverte, porém, que a sinalização do governo de licitar a frequência para o 5G apenas no segundo semestre de 2019 pode deixar o Brasil atrasado no cenário mundial de adoção da tecnologia, mas reconhece que há um arcabouço legal que está sendo respeitado. Assistam à entrevista concedida à Agência Telebrasil

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/06/2019
Ericsson: adoção do 5G será ainda mais rápida do que foi a do 4G

10/06/2019
Tratores autonômos são a realidade do agronegócio com o 5G

07/06/2019
GSMA: Sem os chineses, custo do 5G na Europa vai crescer US$ 62 bilhões

06/06/2019
Bloqueada nos EUA, Huawei anuncia acordo com a Rússia para 5G

06/06/2019
5G será o último 'G', decreta Vodafone

05/06/2019
5G e Internet das Coisas exigem um uso remodelado dos postes

03/06/2019
5G é trunfo da Amazon na sua disputa com a Microsoft

28/05/2019
Números da Coreia do Sul mostram que consumo de dados triplica com 5G

24/05/2019
3,5GHz é uma 'banda de ouro' para o 5G

24/05/2019
Qualcomm: Banda milimétrica exigirá que cada operadora tenha de 400 Mhz a 800 Mhz

Destaques
Destaques

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site