INTERNET

Facebook sofre pressão nos EUA por compartilhar dados com Huawei, Lenovo e TCL

Convergência Digital ... 06/06/2018 ... Convergência Digital

A situação do Facebook piorou nos Estados Unidos. Dois importantes congressistas dos Estados Unidos - o republicano Greg Walden e o democrata Frank Pallone-criticaram a rede social por não ser mais transparente no compartilhamento de dados, depois que a empresa disse ter colaborado com pelo menos quatro empresas chinesas, incluindo uma fabricante de smartphones, o que gerou preocupações de segurança nos EUA.

Membros do Comitê de Energia e Comércio da Câmara dos Deputados, os congressistas afirmaram que faltou transparência ao presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckberg. Nesta terça-feira, 05/06, o Facebook disse que a Huawei, a fabricante de computadores Lenovo e as produtoras de smartphone OPPO e TCL estavam entre cerca de 60 empresas no mundo que receberam acesso a alguns dados de usuários, após assinarem contratos para recriarem experiências como as do Facebook para seus usuários.

A Huawei, terceira maior fabricante de smartphones do mundo, está sendo investigada por agências de inteligência norte-americanas que argumentam que as empresas de telecomunicações chinesas oferecem uma oportunidade para espionagem estrangeira e ameaçam infraestruturas críticas dos EUA, algo que os chineses vem constantemente negando.  O Facebook reportou que vai encerrar os acordos com as empresas chinesas.

Membros do Congresso mostraram-se preocupados após o The New York Times reportar domingo sobre a prática, dizendo que dados de amigos de usuários poderiam ter sido acessados sem o consentimento explícito deles. O Facebook negou a informação e disse que o acesso a dados era para permitir que seus usuários acessassem características das contas em dispositivos móveis.

O senador Mark Warner, vice-presidente do Comitê de Inteligência, e que perguntou ao Facebook se a Huawei estava entre as empresas que receberam dados de usuários, disse em um comunicado que o Comitê de Inteligência do Congresso tinha levantado preocupações sobre a Huawei já em 2012.

“A notícia de que o Facebook forneceu acesso privilegiado ao API do Facebook a fabricantes de dispositivos como Huawei e TCL levanta preocupações legítimas e eu espero ansiosamente para saber mais sobre como o Facebook garantiu que informações sobre seus usuários não foram enviadas para servidores chineses”, disse Warner. API, a sigla em inglês para interface de programação de aplicações, essencialmente especifica como componentes do software deveriam interagir.

Resposta

“O Facebook, assim como muitas outras empresas de tecnologia dos EUA, tem trabalhado com elas e com outras fabricantes chinesas para integrar seus serviços nesses telefones”, disse Francisco Varela, vice-presidente de parcerias móveis do Facebook, em comunicado. “As integrações do Facebook com Huawei, Lenovo, OPPO e TCL foram controladas desde o início - e nós aprovamos as experiências com o Facebook que essas empresas desenvolveram.”

Varela acrescentou que “dado o interesse do Congresso, nós quisemos deixar claro que todas as informações dessas integrações com Huawei estão armazenadas no dispositivo, não nos servidores da Huawei”.

*Com informações da Huawei


Coalizão Direitos na Rede diz que vetos enfraquecem Lei de Proteção de Dados

Carta subscrita por 30 entidades lembra que efetividade da nova legislação está comprometida até que seja criada a autoridade nacional de fiscalização.

Banco Inter pode pagar R$ 10 milhões por vazamento de dados pessoais

Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) diz que instituição financeiro tentou encobrir o incidente de segurança. Investigação do MPF constatou que houve comprometimento de dados de quase 20 mil correntistas.

Banda larga cresce puxada por fibra óptica e pequenos provedores

Brasil terminou junho com 30,3 milhões de acessos fixos à internet, alta de 5% no primeiro semestre de 2018, período em que conexões em fibra saltaram 35%. Pequenos detém 71% das adesões líquidas.

Governo Trump prepara regras de proteção a dados pessoais

Departamento do Comércio dos EUA já fez mais de 20 reuniões com grandes da internet e das telecomunicações, como Facebook, Google, AT&T e Comcast. No Brasil, projeto aprovado no Congresso Nacional aguarda a sanção do presidente Michel Temer.

Novo estudo identifica internautas só com metadados e 96,7% de acerto

Pesquisa da University College of London se valeu de 5 milhões de contas do Twitter. Estudo indica que mesmo quando são usadas técnicas de ofuscação, a identificação acontece mostrando que uma mensagem na rede social revela idade, gênero, orientação política e o estado de ânimo de grupos ou indivíduos.

Revista Abranet 24 . maio-junho-julho 2018
Veja a Revista Abranet nº 23 A Convenção Abranet 2018 reuniu, na Bahia, cerca de cem empresas de internet. As discussões foram além do dia a dia e abordaram aspectos como planejamento, inovação e estratégia.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G