Convergência Digital

Correntista define quem provê o serviço com o Open Banking

Roberta Prescott - 12/06/2018

O principal impacto do Open Banking para o segmento financeiro é o aumento de competitividade, na visão de Ricardo Taveira, CEO da Quanto, que falou com o Convergência Digital, nesta terça-feira, 12/06, no CIAB Febraban 2018, que acontece na capital paulista.

Taveira explicou que o Open Banking é a habilidade de o usuário escolher como  acessa o serviço que contratou do banco e que isto é feito por meio da abertura de APIs por parte dos bancos. “O principal impacto é na competitividade. Com a abertura dos sistemas dos bancos, o usuário final terá maior escolha”, disse.

Confira a entrevista completa, na qual ele também abordou a regulação necessária para o Open Banking deslanchar.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis
Bradesco: novos concorrentes vão vir da inovação, mas competição não assusta

Para o diretor de Canais Digitais do Bradesco, Marcelo Frontini, não importa de onde venha o competidor se o cliente estiver satisfeito com o serviço prestado.

5G vai impulsionar serviços que precisam de baixa latência

Nova tecnologia vai estar inserida em qualquer segmento de mercado, sustenta Carlos Alberto Camardella, consultor de Engenharia de Telecom da Claro Brasil.

Banrisul planeja uma plataforma digital independente

Instituição está redefinindo a oferta do mobile banking, revela o diretor de TI, Jorge Krug.

Bradesco Seguros prioriza robótica para mudar a percepção do cliente

Grupo investe cerca de R$ 400 milhões por ano em tecnologia, e as novas tendências nessa área determinam um novo momento na relação com o usuário, analisa o diretor de TI, Curt Zimmermann.


Ciab Febraban 2018 - clique aqui e confira a cobertura completa.
Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2018 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site