Convergência Digital

Mobile banking da CEF chega a 1 bilhão de transações

Fabio Barros - 13/06/2018

A plataforma de mobile banking da Caixa Econômica Federal (CEF) atingiu a marca de 1 bilhão de transações. Para o vice-presidente de Tecnologia da Informação da instituição, José Antônio Eirado, a marca valida a estratégia traçada pelo banco para seu processo de transformação digital.

“A transformação da CEF vem sendo implementada dentro de uma política global, criada em 2016”, lembrou. O primeiro ponto definido foi a montagem de uma estrutura organizacional que coordenasse este processo de maneira orgânica. De seu lado, a área comandada por Eirado vem se estruturando para dar suporte às iniciativas surgidas daí, seja com parcerias, seja com desenvolvimento interno.

O executivo reconhece que um dos grandes desafios enfrentados pelos bancos públicos é a convivência com o legado. “Hoje esta transformação não é só tecnológica, ela ocorre na cabeça das pessoas que estão dentro da companhia”, afirmou, lembrando que o banco se estruturou para isso.

É graças a esta estruturação que a instituição hoje adota o caminho de criar novos produtos digitais, gerar novas experiências de front end, melhorar a eficiência organizacional, criar competências digitais e melhorar o core do banco. “Neste caminho, temos nosso foco em três pontos: cultura, desenvolvimento ágil e negócios digitais.”

Essa definição tem resultado, por exemplo, no uso do big data, que hoje permite à CEF descobrir correlações entre pagamentos de boletos e negócios efetuados. “Além do big data, as principais tecnologias utilizadas nesse processo são mobile banking, open banking, analytics, cloud, inteligência artificial, blockchain e IoT”, revelou. Assista à entrevista com o VP de TI da Caixa, José Eirado.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis
Bradesco: novos concorrentes vão vir da inovação, mas competição não assusta

Para o diretor de Canais Digitais do Bradesco, Marcelo Frontini, não importa de onde venha o competidor se o cliente estiver satisfeito com o serviço prestado.

5G vai impulsionar serviços que precisam de baixa latência

Nova tecnologia vai estar inserida em qualquer segmento de mercado, sustenta Carlos Alberto Camardella, consultor de Engenharia de Telecom da Claro Brasil.

Smartphones abrem novo ciclo de bancarização no Brasil

Quase metade da população brasileira ainda não é bancarizada e as novas tecnologias, em especial, as criadas para os dispositivos móveis vão gerar produtos melhores e preços também melhores para romper a barreira de entrada, diz o chairman da Everis, Antonio Carlos Valente.

BRQ: análises de dados são fonte extraordinária de novas receitas

Para o vice-presidente de Serviços Financeiros da empresa, José Antônio Afonso Pires, os bancos vão criar ainda mais valor com o uso das novas tecnologias, em especial, do big data e do blockchain.


Ciab Febraban 2018 - clique aqui e confira a cobertura completa.
Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2018 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site