GOVERNO » Política Industrial

BNDES lança chamada de R$ 20 milhões para projetos de IoT

Luís Osvaldo Grossmann ... 14/06/2018 ... Convergência Digital

O BNDES lançou nesta quinta, 14/6, a primeira chamada pública para estimular o ecossistema relacionado à internet das coisas, dando sequencia ao plano nacional para esse segmento. São R$ 20 milhões para projetos piloto em cidades inteligentes, áreas rurais e saúde, em financiamentos não reembolsáveis. Além disso, o Banco vai abrir uma linha específica para emprestar também as contrapartidas das iniciativas selecionadas.

“A bola da vez do mundo hoje é a internet das coisas. Nosso objetivo é preparar o Brasil para estar vivendo utilização e implantação da internet das coisas no mesmo momento dos outros países”, afirmou o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao participar do lançamento do edital, na sede do BNDES, no Rio de Janeiro.

O presidente do Banco, Dyogo Oliveira, emendou que o Brasil pode se posicionar com essa nova onda tecnológica. “Chips e sensores representam uma parte pequena do custo. A grande agregação de valor está na integração, na construção de soluções e na melhor utilização das informações. E nesse particular o Brasil tem grande competência e poderemos tirar proveito.”

Como explicou o superintendente da área de indústria e serviços, Julio Ramundo, o objetivo é trazer à tona casos de uso onde existe a maior possibilidade de difusão e contribuição da internet das coisas para solução de problemas. A partir dos casos, as soluções serão testadas antes de massificadas. “Vamos aprender a fazer fazendo. E certamente nesse desenvolvimento identificar gargalos regulatórios, necessidade de aprimoramento de políticas, de regulação, que poderão ser endereçados com essa iniciativa”, afirmou.

“Estamos trabalhando numa chamada de R$ 20 milhões em recursos não reembolsáveis para montar casos de uso junto com empresas de tecnologias e institutos tecnológicos. O banco já tem à disposição 15 fundos de venture capital, capital semente, investimento anjo. Tem R$ 600 milhões disponíveis para aplicação nessas tecnologias por meios de fundos de capital de risco. E vamos também lançar nos próximos dias uma linha facilitada, rápida. Vamos baixar o limite de acesso direto ao BNDES para R$ 1 milhão para fazer crédito para empresas nessa área. Uma linha ágil para empresas na área de IoT”, completou.

Na prática, o BNDES poderá aportar até R$ 2 milhões pela linha não reembolsável. Com isso, o aporte mínimo de contrapartida dos esperados consórcios entre fornecedores, institutos de tecnologia e consumidores pela linha de financiamento nova será de R$ 1 milhão, mas com expectativa de que seja maior. As propostas devem ser submetidas ao BNDES até 31 de agosto próximo. O Banco espera indicar quais foram as selecionadas em até 60 dias depois dessa data.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Bolsonaro decide manter Comunicações no MCTIC

Em entrevista coletiva, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou que não vai mexer na atual estrutura. O comando do MCTIC será do astronauta Marcos Pontes.

Cansado de esperar Ucrânia, Brasil extingue Alcântara Cyclone Space por MP

Tratado já tinha sido denunciado pelo Brasil em 2015, diante do fracasso da parceria. Desde então, tenta fazer uma reunião para dissolver a empresa binacional, sem sucesso.

Reforma Trabalhista reduziu número de processos trabalhistas em 17,4%

Segundo balanço de um ano da aprovação das mudanças na CLT, processos que chegaram a varas do trabalho caíram de 2 milhões para 1,6 milhão.

Bolsonaro confirma Marcos Pontes na Ciência e Tecnologia

Embora ainda não tenha definido a estrutura do MCTIC - há rumores que Comunicações irá para o ministério da Economia, presidente eleito define o nome do astronauta. Kassab, apesar de ter apoiado o novo presidente, deixa a pasta.

CGU usa aprendizado de Inteligência Artificial para fiscalizar repasses da União

Ferramenta reconhece padrões em convênios ou contratos para prever o resultado da análise de contas. objetivo é reduzir prazos e custos.Atualmente a prestação de contas supera 2,2 anos para obras e 2,8 anos para bens e serviços.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G