Home - Convergência Digital

Diferença entre homens e mulheres em TI só cai com mais mulheres no setor

Convergência Digital - Carreira
Roberta Prescott - 18/06/2018

É preciso encorajar, desde crianças, as garotas a estudarem ciência, tecnologia, engenharia e matemática (Stem, na sigla em inglês) para que a diferença entre homens e mulheres nestas carreiras diminua com o passar dos anos. Durante sua estadia no Brasil para participar do Ciab 2018, realizado de 12 a 14 de junho, Aruna Ravichandran, vice-presidente global de produtos e soluções da CA Technologies, explicou que o caminho nesta direção já começou a ser traçado, com diversas empresas estabelecendo práticas para aumentar a participação das mulheres, inclusive em cargos de diretoria.

Ravichandran foi nomeada uma das cem mulheres mais influentes do Vale do Silício. Para ela, já se pode falar de algum progresso, mas ainda há muito para melhorar. Segundo dados apresentados por ela durante painel, nos Estados Unidos, as mulheres representavam 47% da força de trabalho em 2015, mas apenas 24% em carreiras de Stem. “Fazer com que uma mulher fique em uma carreira na área de Stem é difícil, mas fazer com que garotas escolham seguir carreira de Stem é o primeiro passo e onde as pessoas deveriam investir”, ressaltou.  Assistam a entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/07/2018
Caixa inicia uso do assistente de voz do Google em serviços

25/06/2018
Quem não quer a Lei de Dados Pessoais é quem usa os dados de forma errada

25/06/2018
Smartphones abrem novo ciclo de bancarização no Brasil

21/06/2018
BRQ: quem não entender de tecnologia está fora do jogo

21/06/2018
Dell Brasil: infraestrutura é o equilíbrio entre o legado e digital

21/06/2018
Salesforce faz piloto no Brasil de serviços digitais na nuvem para bancos

21/06/2018
Capgemini: papel dos provedores mudou com a transformação digital

21/06/2018
Bradesco: novos concorrentes vão vir da inovação, mas competição não assusta

21/06/2018
Banese: desenvolvimento ágil está longe de ser uma 'bagunça' da TI

20/06/2018
Testar as aplicações é uma obrigação na jornada digital

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

Brasileiro revela pavor de perder o emprego

Estudo da Confederação Nacional da Indústria mostra que os profissionais brasileiros nunca ficaram tão preocupados com o emprego quanto agora. Sentimento cresce entre os homens, mas são as mulheres as mais assustadas com a possibilidade de demissões.

Profissional do futuro simplesmente não existe

A advertência foi feita pela futurista Lala Deheinzelin, criadora do movimento "Crie Futuros". Segundo ela, já não se pode mais pensar em uma profissão ou em um profissional. É preciso imaginar células, cada uma com sua capacidade. A união de todas elas é que será, de acordo com a especialista, capaz de nos levar a um mundo desejável.

Flexibilização no trabalho: prática bem longe da realidade no Brasil

Pesquisa mostra que 75% dos brasileiros ainda trabalham no formato tradicional: no escritório e no horário comercial. Estudo mostra ainda que 58% das empresas não fornecem recursos suficientes para viabilizar o home office.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site