Home - Convergência Digital

Gastos globais com internet das coisas crescerão acima dos 13% até 2022

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 18/06/2018

Os gastos com Internet das Coisas vão apresentar taxas de crescimento médio de 13,6% entre 2017 e 2022, chegando a US$ 1,2 trilhão, aponta um estudo da consultoria IDC realizado em 53 países a partir de 100 casos de uso. Ele aponta que os projetos estão passando da prova de conceito para implementações comerciais.

Os destaques da previsão mostram que o setor de consumo liderará o crescimento de gastos da IoT, com uma média de 19% ano a ano, seguido de perto pelos setores de seguros e de prestadores de serviços de saúde. Do ponto de vista de gastos totais, a manufatura e o transporte excederão US$ 150 bilhões em gastos em 2022, o que os torna as duas maiores indústrias em gastos com IoT.

A partir de uma perspectiva de caso de uso corporativo, os carros autônomos vão puxar os crescimentos mais rápidos. As soluções de veículo para veículo e de veículo para infraestrutura terão o crescimento de gastos em 29% durante o período de previsão, seguido pelo gerenciamento de tráfego e pela segurança do veículo conectado.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/03/2019
Mais de 400 mil ataques DDoS por meio de IoT aconteceram no 1º trimestre

19/03/2019
Chapecó, em SC, é a primeira cidade com rede própria de IoT da Vivo

19/03/2019
BNDES elege três municípios para serem transformados, via IoT, em cidades inteligentes

18/03/2019
TIM ativa rede NB-IoT com alcance de 100 Km em Goianésia, interior de Goiás

15/03/2019
Internet das Coisas é prioridade e vai muito além da oferta de conectividade

12/03/2019
Plano Nacional de Internet das Coisas precisa sair da retranca

27/02/2019
Com cobrança do Fistel, Anatel diz que IoT não acontece no Brasil

06/02/2019
IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

04/02/2019
Por defesa cibernética, governo terá requisitos para Internet das coisas

31/01/2019
Ericsson quer massificar aplicações móveis de IoT

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site