Convergência Digital

BRQ: análises de dados são fonte extraordinária de novas receitas

Ana Paula Lobo - 20/06/2018

Os bancos são exemplo claro de transformação digital, com o uso cada vez mais intenso de recursos tecnológicos que já tiraram os clientes das agências e, agora, adotam robôs e facilidades móveis no repertório de atendimento. Mas com o manancial de dados dos clientes, as instituições financeiras estão em posição privilegiada para criar ainda mais valor com o uso da tecnologia. 

“Estamos vendo uma mudança grande nas instituições financeiras, principalmente na área de canais. São transferências vias teclado no WhatsApp ou Messenger, robô, chatbots, novos canais móveis e cada vez mais funções de negócio dentro deles. Esse foi o primeiro passo da transformação, tirando o cliente da agência. Um movimento de cinco anos para cá. E acelera cada vez mais, com agências mais modernas, mais digitais, com menos papel”, lembra o vice-presidente de Serviços Financeiros da BRQ, José Antônio Afonso Pires.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Ciab 2018, realizado de 12 a 14 de junho, em São Paulo, o executivo ressaltou que o uso da análise de dados garante aos bancos uma fonte extraordinária de novas receitas.

“É muito rico entender o perfil do consumidor. Que ela está grávida. Que ele comprou um carro, ou quer comprar. Que o filho vai estudar fora. Os vários comportamentos, onde gasta o cartão de crédito, onde come, é um poder muito grande para alavancar a receita das grandes instituições financeiras. Portanto, a primeira grande tendência é big data e analytics. A segunda é a parte de blockchain. Muitas situações podem usar blockchain para baratear o custo das transações.” Assistam à entrevista com o VP de Serviços Financeiros da BRQ.


Bradesco: novos concorrentes vão vir da inovação, mas competição não assusta

Para o diretor de Canais Digitais do Bradesco, Marcelo Frontini, não importa de onde venha o competidor se o cliente estiver satisfeito com o serviço prestado.

5G vai impulsionar serviços que precisam de baixa latência

Nova tecnologia vai estar inserida em qualquer segmento de mercado, sustenta Carlos Alberto Camardella, consultor de Engenharia de Telecom da Claro Brasil.

Smartphones abrem novo ciclo de bancarização no Brasil

Quase metade da população brasileira ainda não é bancarizada e as novas tecnologias, em especial, as criadas para os dispositivos móveis vão gerar produtos melhores e preços também melhores para romper a barreira de entrada, diz o chairman da Everis, Antonio Carlos Valente.

BRQ: análises de dados são fonte extraordinária de novas receitas

Para o vice-presidente de Serviços Financeiros da empresa, José Antônio Afonso Pires, os bancos vão criar ainda mais valor com o uso das novas tecnologias, em especial, do big data e do blockchain.


Ciab Febraban 2018 - clique aqui e confira a cobertura completa.
Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2018 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site