Home - Convergência Digital

5G: redes comerciais na América Latina em 12 a 18 meses

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 22/06/2018

A tecnologia LTE representava 38,5% das conexões no mundo no primeiro trimestre deste ano. Segundo dados da Ovum divulgados pela associação setorial 5G Americas nesta sexta-feira, 22, havia 3,2 bilhões de acessos 4G ao final de março. A previsão é que sejam 4 bilhões em 2019, chegando aos 5 bilhões em 2021 e atingindo 60% de market shar em 2022. Atualmente, a quarta geração está presente em 597 redes no mundo, das quais 251 operam com agregação de portadora (LTE-Advanced), segundo informações da TeleGeography-GlobalComms.

A região da América Latina cresceu em 12 meses 2,6 pontos percentuais segundo a associação, e agora totaliza 31,5% do mercado. No total, são 694 milhões de contratos de banda larga móvel, dos quais 219 milhões são LTE (crescimento de 56%). A previsão é que a tecnologia se torne a mais popular na região em 2019, e que atinja as 500 milhões de conexões até final de 2022, incluindo acessos máquina-a-máquina (M2M).

"A proliferação regional da redes usando a tecnologia LTE-A comprova que as operadoras ainda estão investindo na tecnologia. Além disso, graças à crescente penetração dos Smartphones, um número cada vez maior de pessoas consegue acessar tecnologias de banda larga móvel. A região continua testando a tecnologia 5G e várias operadoras indicaram que a primeira rede comercial 5G deve ser lançada dentro dos próximos 12 a 18 meses", afirma o diretor da 5G Americas para a América Latina e o Caribe, Jose Otero. O estudo projeta ainda que, até o final do ano, a LTE deve atingir 258 milhões de conexões até o final de 2018, somando as conexões M2M.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/03/2019
Oi testa 5G na faixa de 3,5GHz em Búzios, no Rio de Janeiro

21/03/2019
Anatel incluiu a faixa de 26GHz no leilão do 5G

07/03/2019
5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

07/03/2019
Preço alto e falta de celulares levam Coreia a adiar lançamento do 5G

01/03/2019
Korea Telecom: 5G reconstrói os negócios com o mercado B2B

01/03/2019
Mais que frequência, 5G exige muita fibra e muita nuvem

27/02/2019
5G em faixa milimétrica trará pelo menos R$ 37 bilhões ao Brasil até 2024

27/02/2019
Anatel agenda leilão do 5G para março de 2020

26/02/2019
Inglaterra testa transmissão de rádio ao vivo por 5G

20/02/2019
TIM quer leilão 5G o quanto antes e rede legada única para o 2G

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site