INCLUSÃO DIGITAL

Facebook abandona projeto de drones para conectar áreas remotas

Luís Osvaldo Grossmann ... 27/06/2018 ... Convergência Digital

O Facebook anunciou nesta quarta-feira, 27/6, que vai desativar a unidade responsável pelo desenvolvimento do Aquila, o drone do tamanho de um Boeing 737 pelo qual prometia uma solução de conectividade em banda larga para áreas remotas. A rede social disse que desiste de uma solução própria, mas que vai trabalhar com parceiros como a Airbus. Com a decisão, o Google fica sozinho no projeto de levar Internet a áreas remotas com novas tecnologias. A rival do Facebook conduz o projeto Loon, de balões para acesso à Rede, mas também estuda o uso de drones.

“Quando começamos o programa Aquila, em 2014, pouquíssimas empresas estavam envolvidas com essa área”, postou o diretor de engenharia do FB, Yael Maguire, para emendar em seguida que “foi excitante ver empresas da indústria aeroespacial começar a investir nessa tecnologia” e que “diante desse desenvolvimento, decidimos não mais desenhar ou construir nossa própria aeronave e fechar a unidade”, que funcionava na cidade inglesa de Bridgewater.

O Facebook considera a experiência bem sucedida depois de dois voos, especialmente o segundo que depois de quase duas horas no ar, conseguiu pousar – o primeiro caiu no deserto do Arizona, dos EUA. Curiosamente, o anúncio de que o projeto será abandonado vem exatamente um ano depois daquele segundo voo.

“Adiante, vamos continuar a trabalhar com parceiros como a Airbus em conectividade HAPS [plataformas de alta altitude] em geral e em outras tecnologias necessárias para esse sistema funcionar, como controles de voo e baterias de alta densidade. No lado político, vamos trabalhar em uma proposta para a Conferência Mundial de Radiocomunicações de 2019 [da UIT] para garantir mais espectro para HAPS”, conclui o comunicado da rede social.



TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Viasat: TCU controla viabilidade de acordo com Telebras

Segundo a vice presidente da empresa, Lisa Scapone, a demanda existe e pode ser medida pelo Gesac, mas operação comercial no Brasil depende dos ajustes no contrato para uso do satélite nacional.

PC fica cada vez mais distante da população mais pobre no Brasil

Dados do IBGE revelam que os mais pobres do País trocaram os PCs pelos celulares e tablets. A proporção da população com acesso à internet no domicílio passou de 67,9% em 2016 para 74,8% em 2017.

Parceira da Telebras amplia WiFi via satélite no México para áreas urbanas

Dois anos depois de começar a explorar banda larga satelital em áreas remotas do país, como promete fazer no Brasil, a empresa americana Viasat anuncia conexões de 100 Mbps e preços para competir com internet fixa.

Para TCU, políticas desconexas desperdiçam dinheiro com inclusão digital

Ao citar a política de Banda Larga, Tribunal observa que a falta de coordenação gera redundância, falta de isonomia e obstáculos à oferta de serviços.

CPFL: É preciso predisposição para se ter um consenso no uso dos postes

"Não é fácil, mas é preciso existir um alinhamento. Estão todos do mesmo lado", diz o diretor da CPFL, André Luiz Gomes.

Swap de fibras é mandatório para levar banda larga em regiões desassistidas

Compartilhamento de infraestrutura é essencial para reduzir custos e definir modelos de negócios nas cidades onde as teles não investiram, observa o CEO da UmTelecom, Rui Gomes.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G