Convergência Digital - Home

Mercado de cloud está nas mãos de sete gigantes de TI

Convergência Digital
Da redação - 27/06/2018

O mercado mundial de cloud computing pública contabilizou uma alta de 29% no ano passado, chegando a US$ 117 bilhões no período. De acordo com estudo da IDC. Para o vice-presdiente sênior e analista chefe da consultoria, Frank Gens, 2017 foi crucial para a adoção de serviços de nuvem pública. Entre as principais empresas do mercado estão Amazon Web Services (AWS), Microsoft, Google, IBM, Salesforce, Oracle e Alibaba.

Do ponto de vista tecnológico, o segmento de Software as a Service (SaaS) caracterizou-se pela consolidação de fornecedores, maturidade na adoção de clientes e crescimento constante. Environmental Resources Management (ERM), Customer Relationship Management (CRM) e os aplicativos de colaboração contribuíram para o crescimento de SaaS, respondendo por 64% de todos os aplicativos fornecidos dessa maneira.

Por outro lado, Supply Chain Management (SCM) e os aplicativos de conteúdo representam as categorias de SaaS que mais crescem, com alta de 27% e 28%, respectivamente. “O modelo de entrega SaaS é responsável por 68% da receita mundial de serviços de nuvem pública”, comenta Frank Della Rosa, diretor de pesquisa de SaaS e nuvem do IDC.

De acordo ainda com o executivo, na categoria de Serviço de Informação de Segurança (SIS), o SaaS de segurança representa 42% de toda a receita, com uma taxa de crescimento de 13%, nos próximos cinco anos. Já no segmento de Platform as a Service (PaaS), o crescimento ano a ano desacelerou, resultando em 47%, contra 48% em 2016. O total de receita em 2017 foi de US$ 17 bilhões.

Já o crescimento da receita no segmento de Infrastructure as a Service (IaaS) é impulsionado, principalmente, pela adoção e pelo crescimento corporativo em novas regiões. O crescimento de 2017 foi de 40%, abaixo dos 45% em 2016, atingindo um volume total de US$ 25 bilhões no ano passado. “O uso corporativo de cloud computing pública como IaaS ainda está em sua fase inicial e deve crescer nos próximos três anos”, avalia o diretor de pesquisa da IaaS do IDC, Deepak Mohan.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.

Destaques
Destaques

Vivo já têm seis data centers virtualizados no Brasil

"Todo núcleo de voz já está virtualizado, como o de dados também", informa o diretor de planejamento e de redes da Vivo, Átila Branco.

Google mantém Brasil fora da estratégia de data center na América Latina

Companhia está investindo US$ 140 milhões para triplicar o tamanho do data center no Chile, com a geração de 1200 empregos diretos e indiretos. No Brasil, o regime especial para datacenters não sai do papel, como todas as ações de políticas públicas para TICs.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Dos ambientes offline à estratégia MultiCloud

Por Fabio Gordon*

É preciso reconhecer a necessidade de mudança, entender que o seu data center de 20 anos não vai mais suportar os negócios digitais. É imprescindível fazer um diagnóstico do seu ambiente de TI e começar a mudar. E rápido, porque é provável que os seus competidores já estejam fazendo isso.

Nuvem é o agora e o futuro da competitividade

Por Artur Hansen*

Em cloud, todo investimento é hermético, organizado de acordo com as justas necessidades de cada empresa.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site